Leia aqui o testemunho do sacerdote madeirense que participou nas Jornadas Mundiais da Juventude

juventudeA Igreja está viva!

(por Pe. Pedro Nóbrega, pároco da Nazaré)

“Qualquer pessoa que participa nas Jornadas Mundiais da Juventude, tem a percepção de que Jesus continua Vivo, a habitar mesmo no seio da humanidade, e continua a transformar corações.

Nesse sentido, a nossa participação foi um claro sinal de que o Amor transforma, a Vida muda e a Caridade aumenta quando somos misericordiosos como o Pai é misericordioso.

cracóvia6Os momentos mais marcantes destes dias, foram sem duvida a Missa de Abertura, momento em que sentimos que estávamos lá, que tinha valido a pena todo o esforço feito.

Sentimos também neste momento uma enorme gratidão por todos os que nos ajudaram a chegar até ali.

Marcante foi também os momentos com o Papa Francisco, a recepção, a Via Sacra, a vigília no Campus Misericórdia e a Missa de Envio, onde os padres do grupo tiveram a possibilidade de, pela primeira vez, concelebrar com o Papa Francisco.

Pe Pedro Nóbrega
O Pe. Pedro Nóbrega (à direita) com o sacerdote que foi ordenado recentemente na Sé do Funchal, Vítor Sousa, e que também participou nas Jornadas Mundiais da Juventude.

Marcante foi também o acolhimento recebido por todas as pessoas na Polónia, da parte da organização, apesar de alguns reparos, depois de diálogo procuraram sempre resolver os problemas.

Fomos recebidos em Gdow, e as famílias que nos deram alojamento foram fantásticas, estamos mesmo todos agradecidos por tudo o que nos presentearam, pelo conforto que nos deram e pela alegria que pudemos ter.

Por tudo isto e muito mais, que só quem vive pode compreender, queremos agradecer a todos os que nos ajudaram a poder fazer esta aventura juntos”.