MPT critica Governo de Albuquerque por “um ano perdido”

mpt

O Movimento Partido da Terra emitiu um comunicado fortemente crítico da gestão do actual Governo de Miguel Albuquerque, há um ano em exercício de funções.

No entender do MPT, este ano de governação só pode ser avaliado como um ano “completamente perdido”.

^”Tudo fica bem nos discursos e a maioria do povo fica hipnotizada com o som das palavras, criando alentos e esperanças que depois se tornam ridículas porque nada é concretizado. Os políticos na maioria das vezes acham que o povo não tem memória, mas têm e ficam ofendidos quando lhes perguntam pelas resoluções dessas promessas”, critica o MPT, que passa a enumerar a ligação marítima ferry entre Madeira/Lisboa/Madeira; o avião cargueiro; as passagens áreas para residentes da Madeira, que continuam a obrigar os madeirenses a adiantar elevados montantes de dinheiro; enfim, conforme classificam, “muitas promessas por realizar”.
Para o MPT, o PSD fala em aprofundar ainda mais a autonomia regional, “mas em nosso entender essa não é uma prioridade, sendo mais necessário criar mecanismos que venham alavancar o emprego e o aumento da produção regional, através do rápido escoamento
dos produtos que cá são produzidos.”

“Se estamos de mãos atadas, porque é que continuamos a mentir para a opinião pública, arranjando argumentos que roçam a falsidade e desculpam a incapacidade de negociar e a incompetência dos Órgãos do Governo? Este governo é composto por pessoas que ficam muito há quem daquilo que lhes é exigido, não reunindo as condições para desempenhar tais funções”, aponta o MPT, que classifica a prestação do actual governo como “um enredo carnavalesco que só serve para iludir o povo”.