Chuva agressiva na primavera troca as voltas aos cidadãos

SONY DSC
Fotos Rui Marote


(Com Rui Marote) / “Em abril , águas mil”. Um ditado que mostra a sua veracidade no dia de hoje e possivelmente amanhã. A chuva chegou agressiva e com gana de molhar tudo e todos, em plena primavera.

 

SONY DSC

Revisitaram-se os guarda-chuvas e as gabardines, quiçá já arrumados para a próxima estação. Mas o clima teima em trocar as voltas e mostrar a sua omnipotência. Esta chuva, típica do inverno, cobriu a cidade durante o dia, fazendo recear antigos dias bem molhados e perigosos.

SONY DSC

Felizmente, os danos não são significativos, se bem que, no Aeroporto Internacional da Madeira se vivam momentos aflitivos com centenas de passageiros a verem os seus voos cancelados. Todos ao sabor da mãe natureza e das disponibilidades das companhias aéreas.

SONY DSC

Esta tarde, só para dar um exemplo, a histórica Rua da Carreira “dava banho” aos transeuntes que lutavam contra a chuva. Das caleiras dos prédios antigos, belos mas degradados, as águas tombavam sobre o passeio, de forma contínua e firme. Infelizmente, os proprietários destes imóveis só se lembram deles em tempo de trovoada e farta chuva, ao mesmo tempo que as autoridades municipais tentam passar por entre os pingos da chuva.

SONY DSC