Inovações da Idade da Pedra

* Com RUI MAROTE

Os madeirenses estarão brevemente a candidatar-se ao prémio Nobel da inovação tecnológica. Boas notícias, embora a má língua diga que não passam de engenharias da Idade da Pedra.

Isto porque, na estreitinha Rua Largo das Fontes, nas proximidades do Palácio de São Lourenço, há um novo tipo de exaustor feito de cantaria, capaz de surpreender as mentes mais brilhantes.

(Foto Rui Marote)
(Foto Rui Marote)

Atualmente, aquela artéria vive ao pulsar da poncha e do bolo do caco, porta sim-porta sim. No entanto, há uma fachada que se destaca para além da tabuleta. Não será apenas pela degradação do edifício, nem pela soleira em rústica cantaria.

O que chama mesmo a atenção é o pormenor da pedra esburacada. Sendo um material nobre, estamos em acreditar que a série de furos só poderá ter um propósito maior. Quem sabe, um sistema de exaustão de fumos e cheiros, económico e amigo do ambiente.

(Foto Rui Marote)
(Foto Rui Marote)

Sem as conhecidas estruturas metálicas e equipamentos barulhentos que causam impacto negativo na harmonia paisagística, a obra só pode merecer o aplauso de quem procura há muito soluções sustentáveis. Estepilha, é de registar a patente. Já!