UMa incentiva estilos de vida saudáveis

universidade_madeira

A Universidade da Madeira vai promover o “UMa saúde 2015. Investe na tua saúde”, um conjunto de atividades lúdicas, interativas e educativas reunidas numa Feira da Saúde, que irá decorrer na Universidade, de 28 a 30 de outubro, das 10h00 às 16h00. A UMa aposta ainda numa Caminhada pela Saúde, no dia 31 de outubro, às 10 horas, no Funchal, com o percurso: Museu da Eletricidade – Pontinha – Museu
da Eletricidade.
Das muitas atividades programadas destacam-se a realização de três conferências subordinadas aos temas ‘+ Refeição + Peixe – Café = Saúde’, ‘Atenção à tua tensão arterial’ e ‘Exercício é Saúde’; stands temáticos; rastreios da tensão arterial; apresentação e comentários de livros temáticos; jogos e projeção de vídeos. Os participantes terão ainda a oportunidade de participar nos sorteios realizados ao longo do evento e habilitar-se a ganhar prémios.

O objectivo é sensibilizar os estudantes para que adoptem hábitos de vida saudáveis.

No âmbito da missão permanente de Portugal junto da Organização das Nações Unidas, na sequência do Programa de Ação para a Juventude, que definiu o acesso à saúde e a adoção de novas competências nos profissionais de educação para o diagnóstico e apoio à saúde e bem estar dos jovens como uma das áreas prioritárias para o desenvolvimento dos jovens, e dos Planos Nacional e Regional de Saúde surgiu em 2013, no seio da unidade curricular Projeto de Desenvolvimento Pessoal da licenciatura em Enfermagem da Universidade da Madeira, o projeto PEVs (Promoção de Estilos de Vida Saudáveis). Este projecto tem o objetivo geral de incentivar a adoção de estilos de vida saudáveis em estudantes do ensino superior da RAM.
O projeto teve início com a identificação do diagnóstico de saúde desta população, através de um estudo descritivo com aplicação do questionário QEVES (Questionário de Estilo de Vida no Ensino Superior). A amostra foi de 1304 estudantes universitários e o score médio global de estilos de vida obtido foi de 140,63, o que significa estilos de vida já saudáveis. No entanto, os resultados parcelares demonstraram índices menos saudáveis em determinadas áreas, que foram priorizadas, sendo a alimentação, prática de atividade física e vigilância de saúde, com os seguintes resultados:
• 25% dos estudantes nunca, raramente ou algumas vezes toma o número de refeições recomendadas por dia;
• 88% dos estudantes nunca ou raramente ou algumas vezes come peixe pelo menos quatro vezes por semana;
• 68% dos estudantes bebe frequentemente e sempre mais do que dois cafés por dia;
• 79% dos estudantes nunca, raramente ou algumas vezes controla a tensão arterial;
• 75% dos estudantes nunca, raramente ou algumas vezes pratica uma atividade física exigente pelo menos 2 vezes por semana.