Avelino Farinha fecha negócio com Berardo para arrancar com as obras do Hotel Savoy

SAVOY02Com Rui Marote / O Grupo AFA chegou a acordo com a família Berardo para avançar com as obras de construção do Hotel Savoy, na Avenida do Infante.

O FN apurou que o empresário madeirense José Avelino Farinha entra como investidor na construção deste grande empreendimento hoteleiro, cujas obras não foram além da escavação e estão paradas há mais de três anos.

Recorde-se que, após a morte do sócio Horácio Roque, e consequentes desentendimentos familiares, agravados com a crise financeira que tem afetado os negócios do comendador Joe Berardo, nomeadamente os problemas com a banca (BCP), as obras do novo Savoy pararam no tempo, ficando apenas um grande “buraco” na Avenida do Infante e respetivo tapume. Um mau cartaz para uma cidade que ainda guarda a memória do luxuoso e histórico Savoy, demolido para nova construção.

Com a entrada do investidor José Avelino Farinha no negócio, como sócio com grande protagonismo neste investimento, a ideia é sair do impasse e dotar a cidade do emblemático Savoy, num espaço central da cidade.

Recorde-se que, há algum tempo, o FN noticiou também que o Grupo AFA se mostrou interessado em dinamizar igualmente a construção do Madeira Palácio, também parado há mais de 5 anos. Mas, de concreto, só se conhece a parceria estabelecida, preto no branco, com a família Berardo para o Savoy.

O Grupo AFA, que cresceu graças ao boom da construção na Madeira e subsequentes negócios em África, começou a investir na hotelaria, na Calheta, há mais de uma década, primeiro com o Calheta Beach e mais recentemente com o Saccharum Hotel. Uma área de negócios cada vez mais apetecível a este grupo económico.