Nós, Cidadãos reúne hoje com a comandante da PSP

 

 

PSP 056

O Nós, Cidadãos reúne hoje, dia 24 de setembro, pelas 15:00, no Comando Regional da PSP, com a recém-empossada comandante da PSP da Região Autónoma da Madeira, a superintendente Madalena Maria Rodrigues Amaral.
A reunião servirá para apresentação formal do NÓS, Cidadãos! – Madeira, mas também para o partido político presenciar e escutar as diversas situações/preocupações e questões que se vivem no Comando Regional da PSP, e que afetam não só os profissionais de segurança que nele prestam serviço mas também todos os cidadãos da RAM.
Na referida reunião, informa o partido, serão abordados os seguintes assuntos:
1.º- a missão e operacionalidade da PSP na Região Autónoma da Madeira;
2.º- o novo estatuto profissional dos agentes da PSP e a motivação dos mesmos na
atual conjuntura económico-financeira;
3.º- a articulação do Comando Regional da PSP (tutelado pelo Ministério da
Administração Interna) com o governo regional da Madeira;
4.º- a questão dos concursos para promoção e admissões (e o problema da
formação) dos agentes da PSP;
5.º- a adaptação da PSP, nos últimos anos, aos novos desafios criminológicos, ao
mesmo tempo que é chamada a desenvolver novas formas de apoio social;
6.º- os diversos programas de policiamento de proximidade, escola segura, etc.;
7.º- a problemática da escassez de recursos humanos na instituição, e que se tem
vindo a acentuar sobretudo na atual legislatura;
8.º- o regime de pagamento dos serviços remunerados aos agentes da PSP e o
subsídio de patrulha;
9.º- a escassez de investimento em meios (p. ex.:, frota automóvel) e na
requalificação e construção de novas esquadras na região;
10.º- e o índice de criminalidade na região, sobretudo após o despoletar da crise
económica e social em que vivemos presentemente.

Esta reunião do Nós, Cidadãos! – Madeira findará – no atual momento da campanha
eleitoral – o processo de recolha e conhecimento da realidade presente das
associações/instituições regionais, que será seguramente retomada num momento
futuro não muito longínquo, promete o partido.