III edição do Trail Porto da Cruz Natura já em preparação

 

apresentacao
Foto: facebook da prova Porto da Cruz Natura 2015

O II Trail do Porto da Cruz Natura realiza-se amanhã dia 9 de Agosto, na freguesia do Porto da Cruz, concelho de Machico. A realização deste evento tem como objectivo promover a freguesia do Porto da Cruz como um sítio privilegiado para a prática de Trail Running (Corrida em trilhos), levando os participantes a percorrem grande parte do percurso de treino disponível todo o ano nesta localidade. Este circuito está divido em três provas o Ultra trail com 43km, o Trail Longo de 22km e um Trail curto de 10km. Em entrevista ao Funchal Notícias, o director da prova, Hugo Marques, explica os objectivos desta competição e adianta que a organização já está preparar o percurso para a terceira edição do Trail do Porto da Cruz Natura.

Funchal NotíciasO que é o II Trail do Porto da Cruz Natura?

Hugo Marques – O II Trail Porto da Cruz Natura, é uma competição de Trail Running (Corrida de Montanha em Trilhos), que percorre maioritariamente os trilhos do Percurso de Treino do Porto da Cruz (que estão disponíveis ao longo de todo o ano).

FN- Quantas provas existem neste percurso?

HM – Existem três provas a prova maior o Ultra Trail de 43km, (1900mD+),com 173 atletas inscritos, um Trail Longo de 22km (1400m D+) com 300 atletas e um trail curto de 10km (330D+) com 367 atletas inscritos.

FN – Quantos postos de controlo tem esta prova?
HM
– Nas três provas os postos de controlo estão divididos da seguinte forma:  Ultra Trail 43km – 6 controlos,  Trail Longo 22km – 4 controlos e Trail Curto 10km. – 2 controlos. O Ultra Trail Porto da Cruz Natura, percorre os limites da freguesia do Porto da Cruz, indo dos 6metros de altitude até aos 1420metros no Poiso. A partida é dada junto à praia da Alagoa e os atletas vão percorrer a marginal do Porto da Cruz em direcção ao cais contornando a piscina e subindo até a Igreja, para depois descer em direcção ao Centro Cívico do Porto da Cruz. Aqui começa a verdadeira subida, que os leva até a Levada do Ribeiro Frio. Aqui os atletas percorrem a levada desde a zona do Pico do Suna até o Ribeiro Frio, onde depois inicia-se nova subida que levará os atletas até o Chão das Feiteiras e de seguida até o Poiso (cruzamento das 4 estradas). Deste ponto para a frente começa a parte descendente da prova, que terá passagem pela zona dos Lamaceiros, Portela, Funduras e descida em direcção ao centro do Porto da Cruz, pela vereda do “caminho da degolada” que leva os atletas das Funduras para o Cabo de Larano sendo que a prova termina onde começou na Praia da Alagoa.

10342836_330850947079812_3876898021823958615_n
Hugo Marques- director da prova Trail Porto da Cruz Natura – Foto: Facebook da Prova II Trail Porto da Cruz Natura

FN – Quem são os organizadores da prova?

HM – A entidade responsável pela prova é a Junta de Freguesia do Porto da Cruz, mas contamos com uma equipa de voluntários (9 pessoas) que se juntaram para organizar a prova. E temos também em termos de logística o apoio do Clube de Montanha do Funchal que tem uma estrutura sólida e experiente para organizar este tipo de prova.

FN – Quantos atletas estão inscritos no II Trail do Porto da Cruz Natura 2015?

HM– Temos 850 inscritos, no total das três provas.

FN Este é o segundo ano da prova. Há mais participantes relativamente ao ano anterior?

HM – Sim. Temos quase o dobro dos inscritos, o ano passado tivemos menos de 500, este ano tivemos que limitar, por questão de segurança e logística, às 850 inscrições.

FN –  Quais a razões que fizeram a organização apostar numa segunda edição do Trail Porto da Cruz Natura?

HM – Os motivos são vários, mas destaco o feedback positivo que nos foi dado pelos atletas que participaram na primeira edição, depois pela aposta contínua na promoção do Porto da Cruz como um local de excelência para a prática de Trail Running, e nesse sentido na divulgação do Percurso de Treino de Trail Running do Porto da Cruz.

 FN – Qual o valor do investimento da prova?

HM – A prova conta com um orçamento de 15 mil euros. Este valor é conseguido através do valor das inscrições dos atletas e da imprescindível contribuição dos diversos patrocinadores.

FN – O Porto da Cruz é um bom local para a prática do trail?

HM – As características da freguesia do Porto da Cruz tornam este sítio perfeito para a prática de trail running. Tem uma área florestal que ocupa 70% da freguesia, possui trilhos que permitir paisagens fantásticas e sobretudo para quem pratica esta modalidade apresenta desníveis muito acentuados com trilhos que em menos de 15km sobe-se do nível do mar até aos 1400m.

FN – Como atleta e conhecedor do trail considera que esta é uma modalidade em expansão?

HM –  O Trail Running é a revelação desportiva dos últimos anos, tem ganho adeptos e atletas de uma forma exponencial de tal maneira que hoje qualquer prova de trail consegue facilmente ter mais de 200 inscritos (aqui na Região). A Madeira tem condições únicas para a prática desta modalidade, conseguindo-se em qualquer altura ter provas ou ter condições de treino sem as restrições climáticas do centro e norte da Europa. Considero que será necessária alguma regulamentação para que este número impressionante de inscritos nas provas não afecte a qualidade das mesmas ou a atenção que os organizadores dedicam aos atletas.

FN – O Trail Porto da Cruz Natura é uma aposta ganha?

HM –  Sem dúvida, desde logo pelo retorno económico que traz para a freguesia, não só no dia do evento como nos meses que antecedem a prova com muitos praticantes a fazer reconhecimento e treinos. Depois por ter levado muitos residentes a se iniciarem nesta modalidade, hoje em dia temos mais de 50 pessoas que assiduamente marcam presença em várias provas a nível regional.

FN – A organização já pensa numa terceira edição?

HM – Sim, já está planeado qual o percurso para a III Edição que será ligeiramente diferente, e candidatamos já a prova a integrar o Circuito Nacional de Trail Running no próximo ano. Vamos ter por isso um avaliador da associação de Trail Running de Portugal que irá então decidir se integramos o referido campeonato.