Bandolim e acordeão em concerto da Orquestra Clássica

orquestra clássica madeira

A Orquestra Clássica da Madeira, através da Associação Notas e Sinfonias Atlânticas, apresenta-se em palco no próximo sábado, dia 23 de maio, pelas 18:00, no Teatro Municipal Baltazar Dias. O concerto estará sob a direção do maestro Cesário Costa, reconhecido em Portugal como um dos mais ativos maestros da sua geração. A OCM conta também com a especial participação dos solistas Norberto Cruz (bandolim) e de Slobodan Sarcevic (Acordeão).

O programa eleito para este concerto contempla obras de A. Vivaldi“Concerto para Bandolim em Ré maior”, N. Hummel “Concerto para Bandolim, G S. 28”, A. Piazzolla “Aconcagua – Concerto para Bandoneon”. Ainda, o público será presenteado com uma estreia absoluta intitulada “…Além…Argüim…” do compositor madeirense Nuno Jacinto.

Os bilhetes para o concerto estão disponíveis na bilheteira do Teatro Municipal Baltazar Dias e custam 20€, para as crianças dos 6 aos 12 anos 5€.

17.04.2015

 Maestro Convidado, Cesário Costa

Cesário Costa  (n. 1970) tem vindo a distinguir-se em Portugal como um dos mais ativos maestros da sua geração. Depois do Curso Superior de Piano (Paris), completou o Mestrado em Direção de Orquestra (Würzburg, Alemanha), vencendo o III Concurso Internacional Fundação Oriente para Jovens Chefes de Orquestra. A sua atividade como maestro desenvolve-se tanto em Portugal como no plano internacional. Apresentou-se na Europa, Ásia, Cabo Verde e América com reportório que vai do barroco ao contemporâneo, tendo sempre a preocupação de divulgar obras de compositores portugueses. Colaborou com solistas e encenadores de renome. Fez a estreia absoluta de mais de cem obras, trabalhando com a maioria dos compositores nacionais contemporâneos. Paralelamente à atividade de maestro e de programador musical, tem sido professor em diversas escolas e na Universidade Católica Portuguesa. Foi Diretor Artístico e Maestro Titular da Orquestra do Algarve da Orquestra Clássica do Sul, Presidente da Metropolitana e Diretor Artístico da Orquestra Metropolitana de Lisboa. É atualmente Maestro titular da OrchestrUtópica e Principal Maestro Convidado da Orquestra Clássica do Sul.

Norberto Cruz. Foto Rui Camacho
foto Rui Camacho

 Solista: Norberto Cruz

Norberto Gonçalves da Cruz, concertista afirmado e reconhecido no bandolim internacional, se apresentou como solista em Portugal, Itália, Estónia, Bulgária, Espanha, Brasil, Áustria, onde colaborou com importantes entes como, o Teatro alla Scala, em Milão, o Teatro Fenice em Veneza e Orquestra “Roma Sinfonietta” de Roma. Exibiu-se sob a direção de prestigiosos maestros como Mstislav Rostropovich e Riccardo Muti e ao lado de músicos de renome internacional, tais como Andrea Bocelli, Noa, Placido Domingo e Júlio Pereira. É um dos fundadores, juntamente com Emanuele e Buzi Valdimiro Buzi, o “Quinteto a Plettro Giuseppe Anedda”, recebendo em 2012 a Medalha de Representação do Presidente da República italiana. É considerado entre o bandolinistas portugueses de maior prestígio recebendo sempre recebendo grande aclamação de público e crítica. Formou-se com menção honrosa no Conservatório Superior “Alfredo Casella” de L’Aquila, sob a orientação de uma das mais prestigiosas bandolinistas do mundo, Dorina Frati. Atualmente é professor de bandolim no Conservatório Escola das Artes da Madeira.

Slodoban Sarcevic

 Solista: Slobodan Sarcevic

Slobodan Sarcevic nasceu na Sérvia, na cidade de Sabac onde iniciou os seus estudos musicais. Em 1994 finaliza o Conservatório de Música na cidade de Kragujevac, República da Sérvia na classe de Acordeão e segue os seus estudos na Ucrânia, na Academia Nacional de Música “P.I.Tchaikovsky” finalizando em 1999 licenciatura como solista intérprete e professor de Acordeão. Apresentou-se em vários concursos nacionais e internacionais onde obteve vários prémios. Em 1999 é convidado pelo Gabinete Coordenador de Educação Artística, atual Direção de Serviços de Educação artística e Multimédia, para lecionar acordeão, onde atualmente exerce funções pedagógicas. Durante este período apresenta-se em vários projetos musicais, levando ao público madeirense os sons do acordeão numa visão diferente. Desde 2001 é elemento ativo da Associação Musical “Xarabanda”. Participa nos projetos “Caminhos da Atlântida” com um tema original, no CD comemorativo do G.C.E.A. “A voz na sede das palavras”, no DVD dos grupos do G.C.E.A. nos grupos DixieBand e Trio “New Sound” e por último no CD “Cheers”, demonstrando uma vasta sonoridade no acordeão. Apresentou-se em vários recitais a solo e em música de câmara, assim como colaborador em peças de teatro dando o seu contributo musical.

Em 2011 finalizou o Mestrado na área de ensino da Educação Musical.

 Compositor da obra “…Além…Argüim…”, Nuno Jacinto

Compositor, músico, professor, maestro e regular comentador de concertos. Natural do Funchal, iniciou os seus estudos no Conservatório – Escola das Artes da Madeira em Violino, Piano, Órgão e Harpa. Estudou Violino com o professor Vladimir Proudnikov, frequentando o curso profissional de instrumento. Em 2002, ganha o 2.º prémio de Violino no “International Competition for Young Performers” em Atenas.

Entre 2003 e 2007, estuda Composição da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE-IPP) no Porto, nas classes de João Madureira, Nuno Côrte-Real, Dimitris Andrikopoulos, Clarence Barlow, Carlos Guedes e Klaas de Vries. Frequentou em 2005 o curso de direção  orquestral com Cesário Costa. Em 2006, é premiado com a Bolsa de Mérito 2004/2005 do Instituto Politécnico do Porto (IPP).

Como docente, exerceu funções em diversas instituições na área científica musical. É atualmente docente na ArtEduca – Conservatório de Música de Vila Nova de Famalicão. É professor de Expressão e Educação Musical no Centro de Bem-Estar Infantil e Juvenil do Coração de Jesus (Porto). Colaborou com a Meloteca, como formador de tecnologias musicais para professores.

Como escritor, colaborou com a Porto Editora na produção de textos didáticos para professores. Colaborou com a editora Numérica na elaboração de textos musicais.

Como compositor, em 2007 a sua peça “Solo II” para violino solo integrou como peça portuguesa contemporânea obrigatória no Prémio Jovens Músicos 2007 (Antena 2/RDP).

Participou no II Atelier de Leitura para Jovens Compositores da Orquestra do Algarve em 2008 e no 7.º Workshop para Jovens Compositores Portugueses da Orquestra Gulbenkian em 2009, com a sua obra orquestral “ArRestare”. Em 2013, foi selecionado para participar no concurso “Novos Compositores” da Orquestra Metropolitana de Lisboa, com a obra “The Distracted Composer”.

Em 2011, lançou o seu primeiro trabalho discográfico “Diagnosis” pela editora Numérica (NUM 1223).

Em 2013, a sua obra “Ilusão – Quatro Canções sobre a Ilusão” é incluída no trabalho discográfico “Canções de Lemúria”, pelo duo Marina Pacheco & Olga Amaro, na editora Parlaphone Music Portugal (a Warner Music Group Company).

Em 2014, ganhou 2º Prémio no 1º Concurso de Composição de Canções para Crianças sobre Poemas Portugueses, promovido pela Associação Portuguesa de Educação Musical (APEM) e o INATEL.

A sua atividade composicional engloba música instrumental, coral, vocal, eletrónica, passando pela música para teatro. Obras suas já foram executadas não só em vários pontos do país, como em festivais no estrangeiro.
As suas obras são editadas pela AVA Musical Editions.