Vinho Madeira promovido em Lisboa e Porto

Vinho
Foto IVBAM.

O Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira (IVBAM) conjuntamente com as empresas do sector, entre os dias 25 de Fevereiro e 4 de Março, marcarão presença em diversos eventos, para promoção do Vinho Madeira, quer na cidade de Lisboa quer na cidade do Porto.

De 25 de Fevereiro a 1 de Março decorrerá a BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, onde, o Vinho Madeira estará presente, integrando o stand da Madeira, através do desenvolvimento de diversas iniciativas que incluem a realização de “happy hours” com Vinho Madeira e distribuição de material promocional, ao longo dos vários dias do evento.

À semelhança de anos anteriores, os Vinhos da Madeira estarão representados na feira Essência do Vinho 2015, que decorre de 26 de Fevereiro a 1 de Março, no Palácio da Bolsa no Porto.

Neste evento, destinado a profissionais do sector e público em geral, que contará com a presença de cerca 350 produtores de vinho, nacionais e estrangeiros e onde estarão mais de 3.000 vinhos em prova, a Madeira far-se-á representar com mais de 20 tipos de Vinho Madeira de várias empresas exportadoras.

A finalizar este périplo por Portugal Continental, o IVBAM, conjuntamente com as empresas do sector estará presente, uma vez mais, na 20ª edição da feira SISAB (Salão Internacional do Vinho, do Pescado e Agroalimentar) que se realizará de 2 a 4 de Março, no Pavilhão Atlântico em Lisboa.

Em termos económicos, o consumo de Vinho Madeira em Portugal Continental representou, em 2014, cerca de 556.555,60 euros, traduzindo-se em 68.781,10 litros, tendo-se verificado, respectivamente, um crescimento de 66,2% e de 48,7% em comparação ao ano de 2013.

No que se refere aos Vinhos de Mesa Madeirenses a aposta em Portugal Continental é ainda muito recente, mas estamos crentes que a presença neste tipo de feiras será uma mais-valia e uma alavanca na promoção dos nossos vinhos neste mercado.

A participação nestas feiras é co-financiado em 85% por fundos comunitários, veiculados pelo Programa Intervir +, sendo o restante montante suportado pelo orçamento regional.