PSP resgata cidadã espanhola na zona das “lapas negras” em São Vicente

Foto PSP

O Comando Regional da PSP Madeira comunica as diligências relacionadas com o socorro e salvamento efetuado a uma cidadã espanhola de 25 anos, de férias na Ilha da Madeira, após pedido de socorro efetuado via 112.

Na passada quinta-feira, pelas 18h00, a cidadã que se havia proposto a efetuar o trilho pedestre não recomendadoconhecido por “Lapas Negras”, trilho de difícil progressão, extremamente íngreme e escarpado sito no Concelho de São Vicente, contactou um familiar que se encontrava em Espanha alertando que se encontrava perdida e necessitava de auxílio.

O familiar prontamente contactou com a central de emergência deste Comando Regional dando conhecimento da situação, tendo sido acionado para aquele local um carro-patrulha da Esquadra de São Vicente de modo a efetuar diligências preliminares de tentativa de localização e socorro.

Após diversas diligências infrutíferas, devido ao perigo para a vida em que se encontrava a vítima, potenciado com o cair da noite e da temperatura, em coordenação com o Serviço Regional de Proteção Civil, foi acionada a Brigada de Busca e Socorro, Salvamento e Resgate em Montanha da PSP.

Sendo possível contacto telefónico com a vítima, através de diligências de georreferenciação, pelas 01h30, foi possível à Polícia de Segurança Pública proceder à localização exata da vítima e proceder ao seu socorro.

A cidadã, que apresentava ferimentos ligeiros e sinaisde hipotermia foi encaminhada por outro trilho de regresso até ao Centro de Saúde de São Vicente onde recebeu assistência médica pelas 08h00 da manhã.

O sucesso desta operação contou com a preciosa colaboração de um cidadão residente em São Vicente, o qual, ao verificar movimentações policiais naquele local, sendo conhecedor daquele trilho e da sua perigosidade, de modo incondicional, imediatamente voluntariou-se para acompanhar e auxiliar a Equipa de Busca e Salvamento na sua missão.

Esta ação de socorro terminou após 10 horas de se ter iniciado, num cenário com condições de progressão extremamente difíceis devido ao terreno onde se desenrolaram, especialmente no período noturno.

Apela-se a todos os cidadãos que nunca efetuem este tipo de atividade sozinhos,com condições atmosféricas adversas ou sem o vestuário adequado, e nunca percorram trilhos não recomendados.

Com os meus cumprimentos