MPT comenta problema da delinquência

O MPT-Madeira emitiu uma nota dfa qual considera que a resposta estatal para o problema da delinquência não se deve basear como medida primeira em punição (através dos Tribunais, tornando o individuo em delinquente o que agrava os comportamentos desviantes) nem em coação (com mais polícias na rua) mas sim em prevenção.

“O MPT defende que a prevenção da delinquência e de comportamentos desviantes faz-se: a) educando, privilegiando as relações familiares estáveis e seguras, mas para isso é preciso horários de trabalho adequados e não escravidão – trabalhar fora de horas sem remuneração como um em tempos propôs- e sem ambientes tóxicos no trabalho – assédio laboral-; b) socializando, integrando os indivíduos na sociedade para serem mais empáticos, ao invés de criar ambientes pidescos de perseguição política; c) dando o exemplo, promovendo oportunidades de ascensão social em função do mérito, ao invés de promoções por relações familiares e partidárias; d) permitindo que todos possam obter uma vida confortável com o fruto de seu trabalho, aumentando as remunerações e desonerando as famílias; e) fomentar a participação política de todos para que a Sociedade se aprimore e a todos integre; f) combater a xenofobia onde quer que ela exista; g) prevenir o do abuso do álcool e da droga; h) Devem ser criadas instalações especiais de forma a proporcionar alojamento adequado aos indivíduos que já não podem continuar a viver em casa, ou que não têm onde viver. Resumindo, a prevenção é criar uma Sociedade saudável, em que os indivíduos possam se desenvolver com naturalidade, tenham expectativas positivas de futuro e a assegurando o bem-estar físico e mental a todos os indivíduos”, refere um comunicado. 

Quanto à proposta de Pedro Calado dos militares patrulharem as ruas, o MPT pelo que acima disse discorda dessa opção, como também declara que não existe enquadramento legal para que essa proposta seja exequível.

O MPT também advoga que “o comportamento ou conduta dos jovens, que não é conforme às normas e valores sociais gerais, faz muitas vezes parte do processo de maturação e crescimento e tende a desaparecer espontaneamente na maior parte dos indivíduos na transição para a idade adulta.”