Albuquerque e o GR com nota de pesar pelo falecimento do Pe. João Vieira

O Governo Regional da Madeira e o seu presidente, Miguel Albuquerque, vieram manifestar pesar pelo falecimento do padre João Vieira.

“O Executivo madeirense associa-se, nesta hora de dor, à família do sacerdote, a quem endereçamos os mais respeitosos votos de pesar pela morte do seu querido familiar, bem como à Igreja Madeirense, chefiada pelo Bispo Dom Nuno Brás, a quem endereçamos igualmente os mais sinceros pêsames”, refere um comunicado.

“Endossámos ainda as mais sentidas condolências aos seus amigos e a toda a Comunidade Educativa que serviu com elevado sentido de responsabilidade e competência. O padre João Vieira foi professor de Matemática da Escola Salesiana das Artes e Ofícios, de cujo magistério se encontrava reformado”, refere o comunicado.

O sacerdote, nascido em Santarém, há 95 anos, a 15 de Fevereiro, chegou à Madeira em 1958, onde exerceu sacerdócio e onde foi professor nos Salesianos, até 1997, quando se reformou. Nos seus alunos perduram a memória de aulas de grande sapiência e comportamento marcado por grande humanismo, insiste o GR.

“É um dos mais conhecidos e estimados professores da Madeira, autêntica referência na Educação da Região. Em 2017 esta excelência foi reconhecida pelo Presidente da República, que o agraciou com a comenda da Ordem da Instrução Pública”.

“É este ilustre Docente e este grande Homem da Igreja madeirense que o Governo Regional e o seu Presidente pretendem homenagear, também na hora da sua morte, sublinhando a sua gratidão para com os relevantes serviços prestados em nome da nossa Região e em defesa de uma Instituição a quem a Madeira tanto deve”, refere a nota.