Comunistas mostram-se solidários com os trabalhadores da ARM

O PCP diz-se solidário com a luta dos trabalhadores da “ARM – Águas e Resíduos da Madeira, SA” que reivindicam, a valorização salarial e a melhoria das condições de trabalho.

Desde 2014 que os direitos laborais destes trabalhadores que trabalham na empresa ARM – Águas e Resíduos da Madeira, SA são uma verdadeira manta de retalhos, dizem os comunistas.

Actualmente existem trabalhadores que trabalhando lado a lado, uns trabalham 37,5 horas semanais e outros 35 horas semanais; existem trabalhadores que recebem muito menos de subsídio de alimentação do que outros. Estes são apenas dois exemplos das muitas discrepâncias que existem dentro da empresa, assegura o PCP.

Desde 2014 até à data os trabalhadores da empresa  ARM – Águas e Resíduos da Madeira, SA e as estruturas sindicais que os representam têm tentado garantir através do acordo de empresa a harmonização dos direitos e dos deveres dos trabalhadores garantindo o princípio  do tratamento mais favorável.

“Lamentavelmente a administração da empresa tem demonstrado muita resistência em garantir esta justa reivindicação dos trabalhadores”, referem os comunistas.

“Perante o empasse negocial os trabalhadores da ARM convocaram para os dias 6 e 7 de Outubro uma jornada de luta com as seguintes reivindicações:

-Aumento Salarial, no mínimo de 90€ a cada trabalhador;

-Aumento do Subsídio de Refeição e o fim da discriminação no valor do subsídio de refeição, conforme já estava previsto;

– Redução do horário de trabalho semanal para as 35h a todos os trabalhadores acabando com a discriminação;

-Exigir respostas eficazes às propostas dos trabalhadores, apresentadas pelo SITE para a proposta de revisão do AE;

-Garantir as medidas de Segurança e Saúde nos locais de trabalho.

O PCP através do seu deputado na Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira vai apresentar um voto de solidariedade com os trabalhadores da ARM – Águas e Resíduos da Madeira, SA, que lutam por melhores condições laborais e salariais.