MPT diz que falta humanismo a Miguel Albuquerque; é amigo das empresas e não das pessoas

O MPT-Madeira diz temer pelos cidadãos regionais, “pois o presidente do Governo Regional, Albuquerque, só se interessa pelas empresas, não tendo empatia pelas dificuldades económicas sentidas pelas pessoas normais, quiçá por ter uma vida desafogada financeiramente”.

“Para além do Governo Regional ainda não se ter decidido pela devolução às pessoas do IVA cobrado a mais devido à inflação: os famosos 340€/pessoa, agora o presidente desse Governo não quer cobrar os devidos impostos do CINM às empresas (no valor de mil milhões de euros), o que nos leva a crer que, para Albuquerque, não é mau cobrar impostos às pessoas, só é mau cobrar impostos a empresas que não produzem emprego na Região”, refere o Movimento Partido da Terra.

Albuquerque, critica o MPT, demonstra com estas atitudes uma grande falta de consciência social.

“O MPT é um partido do povo e para o povo; é humanista: defende que o ser humano (Incluindo todas as suas valências) é o centro da política pelo que discorda veementemente de Albuquerque: as empresas são criações humanas que devem servir as pessoas e a Sociedade, e não o contrário”.