PS-Santa Cruz quer solução definitiva para a ETAR dos Reis Magos

A Concelhia de Santa Cruz do PS-M está agastada com os problemas de funcionamento da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) dos Reis Magos, que já se arrastam há décadas e que, repetidamente, levam à interdição da praia. Algo que tem vindo a acontecer com maior frequência na época balnear.

Os socialistas, pela voz de António Alves, presidente da estrutura concelhia, apelam à Câmara Municipal de Santa Cruz para que resolva o quanto antes este problema que coloca em risco a qualidade da água e a saúde pública, de uma forma urgente e definitiva.

“O PS está preocupado com o funcionamento destas instalações e defende que é fundamental saber em que condições se encontra a ETAR dos Reis Magos, de maneira a tranquilizar a população sobre a qualidade da água”, refere António Alves.

O socialista entende que este é um problema ambiental e de saúde pública que tem de ser rapidamente resolvido, defendendo que, “à semelhança do que vai acontecer no concelho do Funchal, o Governo Regional possa igualmente fazer um contrato-programa com a Câmara Municipal de Santa Cruz”, de modo a, juntos, encontrarem uma solução definitiva.

Aquela zona balnear é umas das mais procuradas no concelho, mas,  já “no Verão passado, por mais do que uma vez, foi içada a bandeira vermelha e interditada a praia, devido a descargas da ETAR directamente para o mar”.

“Existe obviamente legislação que não está a ser cumprida, porque, caso contrário, estas situações, que são recorrentes e que põem em causa a qualidade das águas balneares, a manutenção da bandeira azul e a saúde dos utilizadores da praia, não aconteceriam”, conclui.