Obras em estacionamento de moradores sem alternativa nem comunicação da CMF

Esta terça-feira iniciaram-se obras na Rua Alferes Veiga Pestana, supostamente autorizadas pela CMF, em lugares de moradores, pagos à autarquia, que as pessoas tiveram que desocupar. Curiosamente, a Câmara funchalense nada comunicou aos moradores, nem lhes apresentou quaisquer alternativas de estacionamento no centro do Funchal. A única coisa que surgiu foram umas fotocópias colocadas no pára-brisas dos automóveis estacionados do local, sem autor identificado, dizendo taxativamente e sem qualquer base legal, “proibido estacionar”. Impressões que bem podiam ter sido feitas por um qualquer brincalhão. Comunicações oficiais da CMF a quem paga o lugar para estacionar o carro, não houve nenhuma, embora a conta chegue sempre a tempo e horas.

Nas fotocópias não-assinadas um texto lacónico refere o seguinte: “Informamos que, de acordo com a lincença (sic) 1932/DMIE/DMT/2022, a partir do dia 16.08.2022 (terça) até dia 22.08.2022 (segunda) está proibido o estacionamento neste local por motivo de obras na via pública. Agradecemos desde já a sua compreensão para quaisquer incómodos que esta proibição possa causar”.

Os moradores, compreensivos, ou talvez temendo eventuais danos às suas viaturas, retiraram as mesmas. Aguardam, expectantes, para ver se a CMF, que nada lhes comunicou oficialmente, lhes fará um “desconto” no pagamento ou ainda apresentará alternativas para o estacionamento que pagam… ou se nada fará, mostrando o respeito com que trata os cidadãos pagantes.