Ex-presidente da Junta de São Pedro diz que não se respeitaram datas do dia da freguesia

Ontem foi comemorado o dia da freguesia de São Pedro.

O ex-presidente da Junta, António Gomes não compareceu à cerimónia por não concordar com a data em que se está a comemorar.

“Segundo a investigação realizada pelo Dr. Rui Carita, professor emérito da Universidade da Madeira, a constituição da freguesia de São Pedro foi a 23 de Julho de 1566 e não a 20 de Julho.

Em abril de 2016 foi votado e aprovado por unanimidade que o dia da freguesia de São Pedro seria dia 23 de Julho, assim como foi assinado na carta régia de 1566.

Todos os membros da assembleia da freguesia de São Pedro votaram a favor da proposta pelo executivo da junta de freguesia do referido período, inclusivo o atual presidente da junta de freguesia o sr. Eng. Manuel Filipe. e outros dois membros do atual executivo.

O senhor presidente e a sua comitiva, sempre que aparece, tenta apagar uma alteração que é legitima e aprovada pelo próprio. Por outras palavras, tenta denegrir todo o trabalho de 8 anos realizado pelo executivo anterior.

Entre outra ações, desde o início deste mandato têm feito de tudo para afastar os membros da oposição da assembleia de freguesia, inclusivo reprovando um pedido de suspensão por 90 dias do membro da assembleia, António Gomes.

O ano passado, foi criada uma nova imagem para a freguesia e nem pela Assembleia de freguesia passou para que fosse aprovada.

Em assembleia, Este executivo fez aprovar a compra de um carro para a junta, com a reprovação de toda a oposição, quando esta freguesia nem verbas tem para a limpeza da freguesia e para os apoios que hoje são necessários.

Hoje temos um presidente que não é mais do que um representante do Governo Regional e que entregou a junta de freguesia de São Pedro na mão de outros que não se esconderam por de trás de um candidato que dizia que estaria a tempo inteiro. Vemos hoje que passa o seu tempo no instituto das florestas.

O Senhor Presidente como não tem ideias e refugia-se na cobertura da câmara e do governo regional, apenas diz mal do trabalho anterior sem mostrar nem querer fazer melhor.

Como já anteriormente referi, a Junta de freguesia de São Pedro,  voltou a ser uma marioneta do governo Regional e do sr. Presidente da Câmara do Funchal o Dr. Pedro Calado.”