«Depois da propaganda, os funchalenses acabam com uma mão cheia de nada», atira Miguel Gouveia

Foto DR

Em comunicado, a Coligação Confiança refere que a equipa, na reunião de Câmara desta semana, «voltou a propor a atribuição de manuais escolares gratuitos aos estudantes do 10.º, 11.º e 12.º anos do ensino secundário no concelho do Funchal, desta feita através do incremento para 200€, do montante previsto no âmbito Regulamento de Apoio à Natalidade e à Família.»

A proposta, «que visava cobrir as despesas familiares com a aquisição dos manuais já no próximo ano lectivo e fundamentada no custo médio dos livros do secundário, foi novamente chumbada pela maioria PSD/CDS. Na prática, a proposta da maioria limita-se em conceder um suplemento de 30€ que se afigura manifestamente insuficiente para fazer face às dificuldades que as famílias funchalenses actualmente atravessam.»

«Fica comprovada a trapaça da maioria PSD/CDS quando, na semana passada, chumbaram a nossa proposta de atribuição de manuais gratuitos ao secundário, com a justificação de que a Câmara não iria fazer concorrência ao Governo Regional. Contudo, esta semana, num acto de malabarismo político, vemos a mesma maioria apresentar uma proposta pífia de 30€ com o mesmo propósito», refere o vereador Miguel Silva Gouveia, concluindo que «depois da propaganda, os funchalenses acabam com uma mão cheia de nada.»