Socialistas também protestam pelo fim da consulta de Medicina Sexual

 

O grupo parlamentar do PS deu entrada, na Assembleia Legislativa da RAM, com um voto de protesto pelo fim da consulta de Medicina Sexual na Região, uma especialidade destinada a jovens e adultos, e que era disponibilizada desde 2014 no Centro de Saúde do Bom Jesus.

Sara Silva, deputada do PS-M, considera que o fim desta consulta, recentemente decretado, representa um retrocesso na prestação de cuidados de saúde à população.

A parlamentar recorda que a consulta em questão era apresentada como interdisciplinar e era constituída pela médica responsável pela consulta de Medicina Sexual nos Cuidados de Saúde Primários e pela psicóloga responsável pela consulta de Sexologia no Serviço de Psiquiatria no Hospital dos Marmeleiros. As consultas tinham lugar no Centro de Saúde do Bom Jesus às segundas e terças-feiras, sendo que a necessidade, ou não, de intervenção psicoterapêutica no Hospital dos Marmeleiros era avaliada na consulta.

No entanto, recentes notícias dão conta que a Coordenação do Agrupamento de Centros de Saúde do SESARAM decidiu pôr fim às consultas desta especialidade, remetendo esta responsabilidade para os médicos de medicina geral e familiar.

“Tendo estas consultas como objectivos específicos a avaliação e intervenção médica e psicológica em adolescentes e adultos que manifestassem dificuldades ou problemas a nível sexual, esta solução não é aceitável”, diz Sara Silva, que entende que esta situação “representa um retrocesso na prestação de cuidados de saúde à população em geral, aos jovens e à comunidade LGBTQIA +”.