Deputados do PSD-M querem postura “mais colaborante” do governo centra

Os deputados do PSD na Assembleia da República consideram que “não há razões objectivas para que a Região continue a ser discriminada pelo Governo da República, neste mandato que agora se inicia, discriminação essa que, a acontecer, terá, obviamente, uma leitura política”.

Sérgio Marques, Sara Madruga da Costa e Patrícia Dantas encaram esta nova Legislatura como “uma oportunidade para trabalhar, verdadeiramente e de forma concertada e responsável, em nome dos interesses de todo o território nacional, onde se inclui a Madeira”.

As declarações surgem na véspera da Assembleia da República discutir o Programa de Governo para os próximos anos, com os deputados social-democratas a reiterar que “a defesa da Madeira e de todos os Madeirenses continuarão a ser a razão maior de todo o trabalho a desenvolver no parlamento nacional” e deixando espaço ao que esperam que venha a ser “uma postura mais atenta, colaborante e aberta ao diálogo, por parte do Governo Central, no que toca à Região”.

A este propósito, frisam a importância do encontro que será estabelecido, a curto prazo, entre o Presidente do Governo Regional da Madeira e o Primeiro-Ministro, como forma de materializar esse mesmo diálogo e a necessária articulação com vista à resolução dos inúmeros dossiês que se encontram pendentes na República, alguns dos quais da máxima urgência para a Região.

“Da parte do Governo Regional e dentro daquela que será a nossa intervenção na Assembleia da República, haverá, tal como sempre, a maior abertura para trabalhar em nome do que é essencial aos Madeirenses”, asseveram.