Carlos Pereira diz que a RAM recebe mais do que o resto do país no 5G

Carlos Pereira, cabeça de lista pelos socialistas madeirenses às eleições para a Assembleia da República, desmente as declarações ontem proferidas pela candidatura do PSD-CDS dando conta que a Região não teria acesso às receitas do Leilão 5G.

Carlos Pereira esclarece que os fundos do Orçamento do Estado ao abrigo do 5G são para todo o país, não havendo divisão entre o território continental e as Regiões Autónomas.

“É lamentável que, uma vez mais, o PSD e o CDS, agora coligados na Madeira, continuem a inventar mentiras e a alimentar um contencioso que não existe, apenas para enganarem os madeirenses”, aponta o candidato do PS, salientando que esta atitude, mais do que errada, é imoral.

O também deputado na Assembleia da República explica que os fundos do 5G irão servir para cobrir as deficiências nas comunicações fixas nas zonas onde há falta de rede e lembra que os cabos submarinos que ligam a Região ao Continente são financiados por esta mesma via.

“Como é que a candidatura do PSD-CDS tem o descaramento de dizer tamanha falácia perante os madeirenses?”, questiona Carlos Pereira, acusando a coligação de “desonestidade”.

O candidato socialista deixa ainda um esclarecimento à população: “Se o PSD não tivesse votado contra o Orçamento do Estado, o 5G já estaria em execução”.