Herlanda Amado reafirma CDU como a força para defender os cidadãos da RAM

A candidatura da CDU às próximas eleições para o parlamento nacional realizou hoje uma acção de contactos com as populações no centro do Funchal, onde a cabeça de lista, Herlanda Amado, apresentou aquelas que considera serem as prioridades mais importantes.

Herlanda Amado considerou que, “as conquistas alcançadas para os trabalhadores e o povo têm que ser valorizadas, os aumentos de pensões e reformas, os aumentos dos salários, são conquistas que têm a intervenção decisiva da CDU”.

Pela Região Autónoma da Madeira, sublinhou, são eleitos 6 deputados para a Assembleia da República, que devem defender de forma intransigente os direitos dos madeirenses. “Mas, quando foi necessário garantir que fossem aumentados os salários e pensões para valores mais elevados que pudessem fazer face às despesas e vivência do dia a dia, o que fizeram estes 6 deputados? Acobardaram-se e votaram contra estes aumentos”, criticou.

(…) em vez de defenderem o povo da Região, chumbaram todas as propostas de aumentos de rendimentos e valorização salarial”, apontou, dizendo, por outro lado, que recentemente foram conhecidos os aumentos de electricidade, gás, e bens essenciais como o pão, o leite, ou a carne.

“Se as propostas apresentadas pela CDU tivessem sido aprovadas, certamente os impactos destes aumentos seriam menos sentidos por quem tanto necessita”, afirma a candidata.

“A CDU é reconhecida por todos como a força decisiva na defesa dos direitos dos trabalhadores, dos jovens e menos jovens, em defesa do povo”, assegurou.