JPP propõe na ALRAM voto de louvor ao Pe. Rui Sousa

O JPP sugere um voto de louvor “ao padre Rui Sousa, mentor principal da Quinta Pedagógica dos Prazeres.  “Ao longo da História foram vários os projetos que surgiram em diversas áreas e domínios, que elevaram os seus autores a um patamar de excelência e que enobreceram as gentes, os costumes e tradições dos lugares onde os mesmos nasceram. A Quinta Pedagógica dos Prazeres foi e continua a ser um desses projectos”, entende o JPP.

“Quando em 1998 foi enviado para exercer o seu múnus sacerdotal na paróquia dos Prazeres, o padre Rui Sousa encontrou uma paróquia, como tantas outras, presas a um atavismo marcado pela pressão de uma ruralidade ensimesmada, a necessitar de um “abanão” mobilizador. Sem se deixar intimidar, cuidou das obras da igreja e mobilizou os paroquianos para um projeto que aproveitasse ao máximo as potencialidades dos terrenos envolventes à igreja. Este seria o embrião de um movimento que cresceu com o entusiamo da população dos Prazeres e a força mobilizadora do padre Rui Sousa, líder espiritual da paróquia e, simultaneamente, agente libertador de uma população que felizmente entendeu o alcance da obra”, elogia o “Juntos pelo Povo”.

Autor, para o JPP, de um “sobressalto cívico” [termo muito na moda], o Pe. Rui Sousa é, na perspectiva do partido, merecedor de um voto de louvor com que estes “verdes” deram entrada na Assembleia Legislativa da Madeira.