“Confiança” afirma desejar trabalhar com Associações de Regantes do Funchal

A candidatura da Coligação Confiança à CMF reuniu-se, na sede de candidatura, com algumas Associações de Regantes do concelho, desejando auscultar as suas principais preocupações e inteirar-se dos problemas sentidos por estas associações, e os seus regantes e levadeiros.

“Conscientes de que o Funchal tem uma parcela importante de munícipes agricultores, a Coligação Confiança considera determinante ouvir aqueles que possibilitam que a agricultura no Funchal continue a ser uma realidade, e que são responsáveis por permitir que a água de rega chegue a cada fazenda”, explicou Cláudia Dias Ferreira, candidata a vice-presidente da CMF.

O encontro contou com a presença do candidato à Presidência da CMF, Miguel Gouveia, e dos candidatos a vereadores Vítor Jesus e Sancha de Campanella, que receberam a Associação da Levada da Serra da Alegria, representada por Paula Freitas e José Pimenta, a Associação da Levada dos Piornais, com Carlos Gouveia e Dinarte Silva, e a Associação da Levada da Serra de Santo António, na pessoa de Nicolau Sousa.

Vítor Jesus, candidato a vereador com os pelouros do Ambiente, Águas e Saneamento Básico, referiu que “por parte da Coligação Confiança, ficou patente a necessidade de existir um cadastro de infraestruturas de regadio e mapeamento das associações de regantes existentes, por forma a facilitar os pedidos de pareceres, compatibilizar a realidade existente com a execução de projectos públicos sob a competência do Município, e definir investimentos em redes de drenagem de águas residuais urbanas, com o intuito de mitigar os focos de contaminação nas levadas. Este seria, também, um trabalho essencial no apoio aos licenciamentos de obras particulares, por forma a garantir o cumprimento de distanciamentos, acessos e a reposição de infraestruturas de regadio, sempre que necessário.”

“Abordámos, igualmente, as necessidades de investimento para fins de preservação das estruturas existentes, e as dificuldades sentidas por estas associações sem fins lucrativos em aceder a apoios comunitários e responder aos requisitos que os mesmos acarretam”, acrescenta, salientando também que “no que respeita à mitigação dos focos de contaminação nas levadas, foi ressalvada a importância de actuar junto dos munícipes no domínio da sensibilização, com vista à redução de descargas de poluentes nas levadas, o que tem impactos directos nas regas às culturas agrícolas.”

Cláudia Dias Ferreira, candidata a assumir os pelouros da Sustentabilidade, Recursos Naturais e Proteção Civil no Funchal, destacou, por fim, “a importância de promover um trabalho de cooperação ao nível da utilização dos tanques privados destas associações, no âmbito da Protecção Civil, com vista à minimização de perdas, em caso de necessidade de recurso a estas estruturas, e da optimização da resposta a emergências, no âmbito dos fogos rurais que poderão assolar o concelho”, reforçando que a Coligação Confiança pretende promover reuniões periódicas com as diversas Associações de Regantes das Levadas do Funchal, “com vista a manter canais abertos de comunicação não só com as Associações, mas também com os agricultores seus associados.”