Alertas de Américo Silva Dias para descargas de esgotos; praga dos pombos; e lixo urbano

Américo Dias (foto de arquivo)

A coligação FUNCHAL UM NOVO RUMO, encabeçada por Américo Silva Dias, veio hoje levantar novamente várias questões que têm sido matéria de discussão e relatos na comunicação social, questionando a autarquia funchalense no sentido de saber o que tem sido feito na cidade para evitar três situações que exigem resolução urgente.

“Recentemente o Hospital Dr. Nélio de Mendonça teve de encerrar uma enfermaria devido a uma praga de piolhos dos Pombos que abundam pela cidade e que causam variados prejuízos nos edifícios privados, públicos, estátuas e incomodam as pessoas que estão nas esplanadas dos restaurantes e cafés da cidade. O anterior executivo camarário comprometeu-se a diminuir significativamente o elevado numero de pombos na cidade através de medicamentos que limitassem a reprodução destes animais, mas parece que nada foi feito na cidade do Funchal a este respeito”, alerta a coligação.

Outro problema diz respeito às descargas de esgotos e matérias poluentes que continuam a ocorrer no Funchal, poluindo as aguas marítimas junto à orla costeira. Isto “sem que este executivo camarário nada faça a este respeito, no sentido de saber de onde vem, para assim poder resolver de vez este grave atentado ao ambiente. Esta Câmara devia de mandar para o terreno os seus fiscais para assim detectarem a origem destas descargas e poderem comunicar às autoridades competentes estes actos criminosos”, postula Américo Silva Dias.

Por outro lado, “a cidade precisa urgentemente de boas politicas ambientais, tais como retirar a central de tratamento de lixo urbano dos Viveiros da cidade e a edificar uma fábrica nos arredores do Funchal de tratamento de lixo urbano e ainda de Compostagem Industrial, para o tratamento de matéria orgânica dos resíduos urbanos. Esta matéria orgânica poderia ser utilizada em jardins, em recuperação paisagística, na zonas florestais da cidade e se a qualidade permitir na agricultura”, entende o candidato.