Candidato do PTP exige responsabilidades políticas e criminais por atentado ambiental em São Vicente

Alexandro Pestana, candidato do PTP à Câmara Municipal de São Vicente exigiu hoje consequências políticas e criminais aos membros do Governo Regional e da Câmara de São Vicente por saberem que a empresa que removeu o amianto de edifícios públicos os aterrou ilegalmente na zona do parque empresarial de São Vicente, sendo que as entidades governamentais e municipais não tiveram o cuidado ou não se importaram em saber onde os mesmos resíduos cancerígenos iam ser depositados, algo muito grave.
Segundo o candidato, os membros do Governo Regional e da Câmara Municipal de São Vicente, por terem responsabilidades de fiscalização, licenciamento e intervenção direta na contratação pública desta empresa, devem ser imediatamente constituídos arguidos, devem ser feitas análises laboratoriais aos cursos de água de rega e água potável que sai nas torneiras dos sítios das Ginjas, Miradouro e Feiteiras, para confirmar que estão aptas para consumo e não estão contaminadas pelas toneladas de amianto que foram soterradas na zona alta de São Vicente.
O PTP exige a célere intervenção das entidades competentes para mitigar tais graves infracções contra a saúde pública.