“Funchal um novo rumo” visitou Bombeiros Sapadores do Funchal

A coligação “Funchal um novo rumo” efectuou hoje a sua primeira acção de rua, numa visita às instalações dos Bombeiros Sapadores do Funchal, onde o candidato Américo Silva Dias verificou que mau grado as condições razoáveis das instalações e o bom equipamento existente ao nível operacional, existem problemas relacionados com a falta de espaço para comportar uma companhia de Bombeiros Sapadores que neste momenta ronda os 150 efectivos.
O edifício, assegura-se, é pequeno para o parque de viaturas existentes e a sua acessibilidade à via pública é muito deficiente. Para a coligação, o ideal seria a construção de um novo Quartel que pudesse albergar um batalhão de Bombeiros Sapadores. É essa a aspiração do comandante desta corporação, diz uma nota.
Para além disso, diz a coligação que o actual corpo é composto apenas por um comandante, faltando dois adjuntos técnicos. O concurso está para breve, mas pode colocar problemas de chefia, numa eventual ausência do comandante, entretanto.
No que toca aos problemas do pessoal, “fomos informados pelo representante do sindicato que existe uma acção a decorrer em Tribunal Administrativo de 30 Bombeiros da última recruta contra a Câmara do Funchal, para a reposição de diferenças salariais de 15% ao ano de Julho de 2019 até Março de 2020, uma vez que estes durante esse período auferiram os salários como Bombeiros Municipais, mas tendo já a especialidade de Sapadores. Está em causa um valor pouco significativo para a Câmara Municipal (cerca de 30 000€), mas muito importante para os Bombeiros que recebem baixos salários, estamos a falar de cerca de 1000€ por cada Bombeiro”, refere-se.
A Câmara Municipal contestou está acção dizendo somente que o Sindicato que representa os trabalhadores/bombeiros, não tem legitimidade para representar os Bombeiros Sapadores da Região Autónoma da Madeira, não se pronunciando sobre o valor em causa, que no fundo, sendo assim, reconhece a dívida aos Bombeiros, diz a coligação, que afirma ainda que a entidade sindical está devidamente legalizada constando nos seus estatutos a legalidade para representar todos os Bombeiros Sapadores a nível nacional.