Porto Moniz: 148 mil euros para os estudantes universitários

A Câmara Municipal de Porto Moniz validou, no ano lectivo de 2020/2021, 75 processos de atribuição de bolsa de estudo aos estudantes do Ensino Superior residentes no concelho.

O Regulamento de Bolsas de Estudo e de Prémios por Mérito Escolar Programa “Primeiro os Jovens — Porto Moniz Educa +” estabelece que a Câmara Municipal de Porto Moniz atribui aos jovens com residência no concelho, e que frequentam o Ensino Superior, uma bolsa de estudo, no valor de 1500 euros anuais, distribuídos por 10 mensalidades de 150 euros.

Contas feitas, a autarquia despende, este ano lectivo, de 112.500 euros do seu orçamento para o pagamento destas bolsas.

Emanuel Câmara, presidente da Câmara, congratula-se pelo facto de estes apoios, concedidos pela autarquia que gere, resultarem num aumento de 25% do número de estudantes a frequentar actualmente o ensino superior, comparativamente com o ano em que tomou posse da gestão daquela edilidade.

“Quando assumi a presidência da Câmara Municipal de Porto Moniz, decorria o ano lectivo 2013/2014, tinham sido atribuídas 49 bolsas de estudo e 35 viagens a alunos que estudavam fora da Região. Hoje, atribuímos 75 bolsas e 62 viagens. Os números falam por si”, sublinha.

Apesar de reconhecer que a atribuição de bolsas de estudo vinha já de executivos anteriores, o seu executivo já procedeu a duas revisões exaustivas do documento que regulamenta a atribuição daqueles apoios, refere. “Em 2016, aumentámos 50% do valor das bolsas de estudo, de 100 para 150 euros mensais, e, mais recentemente, no mês passado, alargámos o âmbito da atribuição das bolsas de estudo aos estudantes dos cursos técnicos superiores e aumentámos a comparticipação, de duas para três viagens aéreas, para os estudantes deslocados”, concluindo que “os frutos do esforço financeiro, levado a cabo por este executivo do PS, começam a ser bem visíveis, quando o número de estudantes no Ensino Superior do nosso concelho aumentou 25% nestes últimos 8 anos”.

Por constatar que os estudantes do concelho que frequentam instituições de Ensino Superior viram também o seu quotidiano académico alterado, devido ao recurso ao regime de ensino à distância, e porque se mantiveram todas as despesas anteriores, acrescendo às mesmas outras decorrentes das especificidades desta modalidade de ensino e inerentes aos constrangimentos advindos da actual situação, a Câmara Municipal decidiu atribuir uma mensalidade extraordinária, no montante de 150 euros, a todos os alunos com candidaturas aprovadas no ano lectivo 2020/2021.

Emanuel Câmara clarifica, sobre este apoio ‘extra’, que no contacto diário que mantém com os seus munícipes percebeu que os estudantes universitários estavam também a confrontar-se com a necessidade de fazer face a algumas despesas extra, no âmbito da pandemia, não tendo hesitado na atribuição de mais este apoio.

A aplicação desta medida custou cerca de 12 mil euros aos cofres da autarquia do Porto Moniz.