Câmara de Santa Cruz formalizou ontem protocolo com a Cruz Vermelha

A Câmara Municipal de Santa Cruz assinou ontem um protocolo de cooperação com a Cruz Vermelha Portuguesa, que visa implementar um serviço de transporte de doentes não urgentes residentes no concelho.

O acordo foi firmado pelo presidente Filipe Sousa e pelo presidente da Delegação da Madeira da Cruz Vermelha Portuguesa, Manuel Rui Nunes.

Na ocasião, Manuel Rui Nunes destacou a importância desta decisão por parte da autarquia de Santa Cruz, na medida em que às pessoas já fragilizadas pela doença deve ser garantido o conforto e o apoio que a excelência da Cruz Vermelha sempre imprime ao trabalho que desenvolve.

Filipe Sousa disse ser esse mesmo o objectivo do presente protocolo, que vai ao encontro daquela que é uma das funções das autarquias locais no sentido da promoção da qualidade de vida dos cidadão, bem como da efetivação dos direitos sociais, entre os quais está a proteção na saúde. Aliás, lembrou que esta área tem merecido a intervenção da política social autárquica, tendo Santa Cruz sido pioneira no apoio à realização de pequenas cirurgias, no apoio à realização de consultas e exames médicos e também no acesso gratuito ao medicamento, através do cartão ABEM.