CMF entregou certificados da campanha “Clean Up the World”

O presidente da CMF, Miguel Silva Gouveia, acompanhado pela vice-presidente, Idalina Perestrelo, entregou hoje no Salão Nobre dos Paços do Concelho os certificados da campanha “Clean Up The World – Limpar o Funchal do mar à serra”, que conta com o contributo activo de voluntários de várias entidades públicas e privadas.

Miguel Gouveia, referiu, na ocasião, que “esta iniciativa marca um dos eixos prioritários das políticas de desenvolvimento da cidade do Funchal, que passa precisamente pela sustentabilidade ambiental. Ao longo dos últimos anos temos vindo a aumentar o número de voluntários e também de individualidades que se envolvem nesta actividade, que em 2019 atingiu os 1376 participantes e teve um valor recorde de recolha ultrapassando as 6 toneladas.”

“Em 2020, devido à pandemia de Covid-19, acabamos por ter que fazer esta campanha em moldes diferentes, procurando adaptar de forma criativa as iniciativas no terreno, consoante as recomendações e as medidas de segurança que foram emanadas pelas autoridades de saúde regionais”, acrescentou.

No entanto, a campanha de 2020 acabou por chegar a um total de 97 voluntários e contabilizou cerca de 4500Kg de resíduos recolhidos. Os trabalhos limpeza e de sensibilização iniciaram-se na manhã do dia 4 de Dezembro de 2020, e os voluntários foram divididos por vários locais, nomeadamente leitos das ribeiras; praias e áreas públicas; e áreas exteriores e logradouros dos conjuntos habitacionais camarários.

As entidades que participaram na edição 2020 foram: juntas de freguesia; Guarda Nacional Republicana (GNR) – Equipa dos GIPS; Exército (RG3 e Pelotão de Polícia do Exército do Comando da Zona Militar da Madeira); Bombeiros Voluntários Madeirenses; Bombeiros Sapadores do Funchal; FrenteMar Funchal; Parque Ecológico do Funchal; Associação Olho-te; Centro Comunitário do Funchal; e também os utentes dos centros comunitários do Pico dos Barcelos, Galeão, Santo Amaro e Palheiro Ferreiro.

“O Clean Up The World vai continuar este ano a ser uma iniciativa da Câmara Municipal do Funchal, onde procuraremos recuperar o envolvimento de todas as entidades, como é o caso das escolas (…)”, concluiu o edil.