PS defende retoma de internamento e cuidados continuados no Centro de Saúde da Calheta

A candidata à Câmara Municipal da Calheta, Sofia Canha, defende a retoma do serviço de internamento e de cuidados continuados no Centro de Saúde da Calheta, valências que perdeu depois das obras de beneficiação a que foi sujeito, refere uma nota de imprensa.

Sofia Canha recorda que, no ano passado, foi inaugurado o Centro de Saúde da Calheta, depois de mais de um ano fechado para obras de beneficiação, mas afirma que, “para surpresa da população nem todas as valências foram reabertas, nomeadamente o serviço de internamento e de cuidados continuados, de convalescença e de reabilitação”.

“Este centro de Saúde serve uma população sobretudo idosa, mas não só, existem muitos utentes que, de facto, se viram privados de ter os seus familiares aqui internados, num serviço de proximidade”, acrescenta.

Sofia Canha refere que “muitos dos utentes foram deslocados para Santana, no outro extremo da ilha, e continuam por lá, porque ainda não foi devidamente apetrechado este centro de saúde”, apontando ainda que “as enfermarias continuam com materiais obsoletos”.

A deputada regional revelou também que, no passado dia 24 de Março, colocou por escrito uma questão regimental ao Secretário Regional da Saúde, tentando obter esclarecimentos sobre esta questão, mas que, até ao momento, não recebeu qualquer resposta.

“É importante, no nosso ponto de vista, que haja um serviço de saúde proximidade e de qualidade aos utentes”, sublinha.

Sofia Canha diz mesmo que “não se entende que numa altura em que em vez de se promover um cuidado de qualidade e de proximidade, em vez de se retirar pressão sobre os hospitais, se continue a promover esta forma de servir”.

“É urgente que se reabilite o Centro de Saúde da Calheta com todas as valências que tem, incluindo também o serviço de radiologia, algo importante, tendo em conta que nem todas as pessoas têm facilidade em se deslocar até ao Funchal”, reitera.

Sofia Canha conclui que “para fortalecermos a confiança dos utentes no Serviço Regional de Saúde é importante ter estes serviços que dão uma resposta de proximidade e de qualidade”, lembrando que a recuperação destes serviços representa também uma poupança do SESARAM em deslocações.