PS-Porto Santo apoia Miguel Brito

Os militantes do PS do Porto Santo deram um sinal claro de união em relação à escolha de Miguel Brito para disputar a Câmara Municipal da ilha nas próximas eleições autárquicas. A Comissão Política Concelhia do PS de Porto Santo reuniu-se ontem tendo aprovado por unanimidade o Regimento da Comissão, as propostas para composição da Mesa da Comissão Política Concelhia e o Secretariado da Concelhia, numa reunião que contou com a presença de Paulo Cafôfo.

O presidente do PS-Madeira congratulou os comissários “pela forma como se conseguiu congregar vontades, mostrando que o PS sabe integrar as pessoas e mostra um sinal lúcido de maturidade política democrática para a construção de um caminho inclusivo e alternativo.”

Referindo-se ao facto de terem existido dois projectos às eleições internas para a concelhia do Porto Santo, Paulo Cafôfo afirmou que “o Partido Socialista tem uma matriz inclusiva e um património válido que respeitamos” sendo que, a partir de hoje, “a união aqui declarada” é um motor para a ambição que o PS tem no Porto Santo: conquistar a Câmara Municipal para resolvermos os problemas dos porto-santenses.”

Numa análise ao contexto político actual na ilha do Porto Santo, Paulo Cafôfo considerou que o adversário é o PSD que “intentou já a manipulação” ao “chutar aquele que é, agora, Presidente de Câmara” e, apresentar um “candidato que é alguém que é conivente com o PSD e com o estado social e económico frágil em que está o Porto Santo”, como se fosse “independente”.

Miguel Brito, deputado à Assembleia Legislativa e candidato do Partido Socialista à Câmara Municipal do Porto Santo, presidiu a Mesa da Comissão Concelhia e teve oportunidade para analisar a situação política actual, onde salientou que “o futuro no Porto Santo exige foco e grande responsabilidade ao PS para reforçar a confiança manifestada pela população em 2019 e, por isso, esta concelhia terá todo o meu apoio”. Referindo-se ao seu percurso político e à vitória histórica do PS nas eleições regionais, onde conquistou 50,75% de eleitores, o candidato salientou que “a união é o pilar basilar na busca de soluções justas, humanas e socialmente igualitárias e o Porto Santo precisa desta nossa competência e credibilidade para estabelecer prioridades, pois que, nós somos capazes de congregar para uma vitória que é possível”.  De igual modo, salientou o Apoio e Desenvolvimento Social como um dos eixos prioritários do projeto autárquico do PS, “composto por Programas de Apoio à Habitação, assim como projetos e eventos sustentáveis que reforcem as qualificações para o emprego e fixação de jovens”.

A actual presidente da Comissão Política Concelhia do Porto Santo, Sofia Dias, manifestou o seu agradecimento pela disponibilidade aos agora eleitos, declarando assumir com “determinação, empenho e dedicação a responsabilidade do cargo para o qual foi eleita” e  reforçou que Miguel Brito é a pessoa certa para encabeçar a equipa para o projecto autárquico, onde todos são convocados a participar com humildade,  a acreditar na competência do Partido Socialista para dar confiança aos porto-santenses.”