Escola Jaime Moniz integra a rede nacional MAPeAR

A escola secundária Jaime Moniz é uma das 50 escolas do território nacional que, a partir do dia 16 de abril de 2021, faz parte da rede MAPeAR (Mapeamento Ambiental Colaborativo da Qualidade do Ar e Ruído), promovida pela ASPEA, Associação Portuguesa de Educação Ambiental. Foi nesse dia que o primeiro sensor de partículas foi instalado e registado na Região Autónoma da Madeira.

Segundo uma nota informativa dos coordenadores do Projeto, António Freitas, Maria Conceição Campanário e Nivalda Pereira, “estes sensores medem, entre outros parâmetros, a concentração de partículas PM2.5 e PM10, consideradas pela Organização Mundial de Saúde (OMS)1 como os poluentes do ar que mais pessoas afetam no mundo, sendo um bom indicador da qualidade geral do ar”.

O desafio MAPeAR foi proposto pelo Programa Eco-Escolas, integrado no “Projeto: o ar que eu respiro” e tem como objetivo a promoção da literacia socioambiental, na comunidade escolar, sobre os impactos da poluição do ar nos metabolismos urbano e humano, cuja mitigação e eliminação estão diretamente associados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas «3. Saúde de qualidade» e «11. Cidades e comunidades sustentáveis».

A partir dos dados obtidos pela rede, os dinamizadores do Projeto esperam “contribuir para informar o público das concentrações destes poluentes e dos perigos que eles representam para a saúde. Com estas informações, será possível estimular a participação cidadã, de forma a influenciar políticas públicas locais e nacionais, no sentido de serem tomadas medidas de forma a melhorar a qualidade do ar, como o estímulo da mobilidade suave, a transição para a descarbonização e uma regulamentação mais apertada das principais fontes poluidoras na indústria, que poderão ser identificadas a partir dos dados dos nossos sensores”.

Os dados poderão ser acompanhados a partir: