PS-São Vicente quer intervenção na costa de Ponta Delgada

 A concelhia de São Vicente do Partido Socialista veio alertar para a “necessidade urgente de ser feita uma intervenção de protecção da costa na freguesia de Ponta Delgada, de modo a garantir a segurança de algumas habitações situadas próximo da orla marítima”.

Segundo explica a presidente da estrutura socialista local, em causa está o avançado estado de erosão da costa, devido às fortes correntes marítimas características da costa norte, que está a pôr em risco cerca de uma dúzia de casas, bem como vários terrenos agrícolas na zona compreendida entre o sítio dos Lagares e a Igreja.

Helena Freitas lembra que esta é uma situação que já está identificada há vários anos, sem que nada tenha sido feito pela Câmara Municipal de São Vicente nem pelo Governo Regional, mesmo após as diversas chamadas de atenção dos residentes.

Esta situação já levou a que os moradores tenham feito, há uns anos, um abaixo-assinado a reivindicar a referida intervenção na costa, pois veem as suas residências cada vez mais ameaçadas a cada dia que passa. No entanto, não foi implementada qualquer solução para o problema. Helena Freitas lamenta que, passado este tempo, a autarquia local nada tenha feito e lembra, aliás, que o avanço do mar já levou o antigo passeio marítimo bem como alguns terrenos.

A presidente da concelhia socialista aponta o dedo ao presidente da edilidade, José António Garcês, por não apresentar uma solução, acusando-o de, ao longo dos oito anos em que está na presidência da câmara, ter descurado esta grave situação, não accionando as entidades competentes, de modo a, conjuntamente, solucionar este problema.