Estudantes preocupados com coincidência de testes à Covid-19 com as aulas presenciais

Há coisas caricatas. Muita gente tem apontado o dedo aos adolescentes e jovens adultos pelo modo como convivem em altura de pandemia, mas o FN teve hoje acesso a múltiplas comunicações entre alunos de escolas da Região, expressando dúvidas sobre o modo como estão a ser marcados os testes à Covid-19 (os denominados testes antigénio) nas escolas. É que, aparentemente, há estabelecimentos de ensino que começam aulas presenciais e no mesmo dia realizam testes à Covid-19, e são múltiplos os estudantes a questionar a lógica desta estratégia. Por exemplo, o FN teve acesso a comunicações internas da Escola Secundária Jaime Moniz, entre directores de turma ou professores e alunos, que dão conta do começo de aulas às 8 h da manhã de 6 de Abril para estudantes de cursos CEF e rezam assim: “Vão ter aula de etc. e tal e o professor x vai convosco para fazer o teste à Covid-19”. Em alguns casos, vão fazer teste às 9 horas e têm logo aulas às 9h50, duvidando os alunos que o resultado do teste seja obtido para todos antes da dita aula. Noutros, há outras escolas, como supostamente na Ribeira Brava ou em Machico em que há alegadamente mesmo casos em que o teste é feito depois das aulas começarem.

A situação preocupa os estudantes pela possibilidade de contraírem a doença causada pelo novo coronavírus. Ainda por cima, os testes antigénio não são tão fiáveis como os testes PCR. E hoje, nos mais de dois mil alunos da Escola Secundária Francisco Franco, segundo a Secretaria da Educação, houve pelo menos um que acusou positivo. Os alunos da “Jaime Moniz”, que tem sensivelmente o mesmo número de estudantes, à roda dos dois milhares, duvidam que não haja ninguém infectado, e preferiam ter a certeza de que todos os resultados fossem negativos antes que alguém fosse chamado a aulas presenciais. O mesmo se aplica a alunos de outras escolas. Há estudantes que admitem faltar a aulas presenciais se não souberem atempadamente os resultado.

Os CEF começam já amanhã no “Liceu”. Os alunos do Secundário e Terceiro Ciclo, ao que apurámos, iniciam aulas online terça e quarta-feira e só na quinta têm de ir a presenciais.