PCP foi ao Santo da Serra queixar-se de “chumbo” do PSD e do CDS

O PCP foi hoje ao Mercado do Santo da Serra para denunciar o facto do PSD e o CDS terem chumbado no Parlamento Regional um Projecto de Decreto Legislativo Regional da autoria dos comunistas, que defendia a consagração de medidas de promoção do escoamento de bens alimentares da pequena agricultura e agricultura familiar e criava um regime público simplificado para aquisição e distribuição de bens alimentares provenientes da pequena e média agricultura e pecuária regional e da agricultura familiar, combatendo o desperdício.
O deputado Ricardo Lume considerou que «uma vez mais o PSD e o CDS viraram as costas aos agricultores e suas famílias.» Isto numa altura em que as medidas preventivas e de combate à pandemia da Covid-19 obrigaram à paragem ou redução das actividades em sectores como a restauração; em que o quase congelamento das actividades turísticas, bem como o cancelamento ou adiamento de feiras/mercados agrícolas, arraiais e o encerramento de mercados durante o primeiro semestre de 2020, e os actuais condicionamentos vieram quebrar os circuitos preferenciais de comercialização dos produtos da pequena agricultura, diminuindo drasticamente os rendimentos destes agricultores e produtores pecuários, mas mantendo, ou até aumentando, os custos da exploração.
“Lamentavelmente o PSD e o CDS estão subjugado a outros interesses e pressão alheias à ao interesses da região e da produção regional, só assim justifica-se o chumbo de uma proposta que ia ao encontro dos interesses dos produtores da nossa Região”, queixa-se o PCP.