PPM levou queixas de cidadãos à Secretaria Regional da Saúde

O PPM Madeira refere em comunicado que, na sequência de queixas que chegaram ao partido sobre o atendimento, diagnóstico, acompanhamento e tratamento no Centro Hospitalar do Funchal, o oordenador Paulo Brito foi à Secretaria Regional da Saúde e Protecção Civil, para pedir alguns esclarecimentos com urgência.
“Fomos remetidos para um e-mail estando agora a aguardar uma resposta”, refere o responsável partidário.
Esta ida pessoal à SRS deveu-se a duas queixas de dois utentes, “que após passarem nas urgências daquela unidade hospitalar tiveram que recorrer aos serviços de urgências privados tendo mesmo que ficarem internados e pagando do seu próprio bolso todos os serviços”, assevera Paulo Brito.
“A saúde pública e gratuita é um dos pilares de governação”, defende o PPM, e mesmo em tempo de pandemia covid-19 não se podem descurar outras doenças e morbilidades, defende o partido.
“O PPM Madeira recorda que nas últimas semanas tem havido um número crescente de falecimentos em casa na Região e é preciso averiguar essas mortes em que circunstâncias aconteceram”, alerta.
Por outro lado, agradece aos cidadãos que falaram e expuseram os seus casos e espera que o mais breve possível a SRS responda às questões que lhe foram colocadas. O PPM diz-se disponível para confrontar as autoridades com as queixas dos cidadãos.