Ladrão que foi libertado continuou a roubar, foi detido pela PSP e de novo encarcerado

O Comando Regional da Madeira da Polícia de Segurança Pública deu hoje conta da detenção em flagrante delito de um cidadão do sexo masculino, com a idade de 29 anos, natural e residente no Funchal, pelo crime de furto em estabelecimento com arrombamento.

“No âmbito das diligências policiais desenvolvidas pelas Divisão Policial do Funchal, foi novamente implementado um forte dispositivo de vigilância na madrugada de 05 de Fevereiro, o qual logrou interceptar e deter o suspeito acima mencionado no período de recolhimento obrigatório, quando este havia acabado de sair de um estabelecimento comercial na área do Funchal após ter arrombado a porta de vidro com recurso a um extintor”, refere a Polícia.

Após submetido a uma revista sumária, o mesmo detinha em sua posse a totalidade dos artigos furtados, nomeadamente maços de tabaco, isqueiros, chocolates, canetas, mortalhas e outros artigos relacionados, num valor patrimonial que ascende aos 800 euros, pelo que os mesmos foram apreendidos e restituídos ao seu legítimo proprietário. A este valor acrescem também os avultados danos materiais produzidos no estabelecimento comercial para concretização do ilícito os quais serão posteriormente contabilizados.

O suspeito em questão encontrava-se preso desde o dia 17 de Janeiro no Estabelecimento Prisional da Cancela, para cumprimento de uma pena de prisão de 5 meses pelo crime de furto, tendo-lhe sido concedida a sua libertação no dia 25 de Janeiro ao abrigo da Lei 9/2020 – Regime excepcional da flexibilização de execução de penas. Desde que foi libertado é suspeito de ter cometido 2 crimes de furto com arrombamento em estabelecimento, tendo agora sido interceptado e detido pela PSP.

O suspeito foi presente ao Tribunal Judicial da Comarca do Funchal, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.