Albuquerque foi hoje ao Porto Santo no início da vacinação contra a Covid-19

O presidente do Governo Regional foi hoje ao Porto Santo, para acompanhar o início da vacinação contra a COVID-19, naquela ilha, acompanhado pelo secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, pelo director regional da Saúde, Herberto Jesus, e pela presidente do SESARAM, Rafaela Fernandes.
Miguel Albuquerque anunciou ontem, no Funchal, quando falava durante a conferência de imprensa que decorreu no Hospital, após o início da campanha de vacinação na Madeira, que hoje a vacina começaria a ser ministrada na “Ilha Dourada”.
Hoje, com a colaboração da Força Aérea Portuguesa, o presidente do Governo Regional voou até ao Porto Santo, fazendo questão de estar presente num momento tão marcante e tão simbólico, num início de um novo ano, refere uma nota governamental. Albuquerque fez agradeceu, na oportunidade, à FAP.
A primeira leva de vacinas – 9750 doses – chegou quarta-feira à noite à Região e será administrada fundamentalmente aos profissionais de saúde que estão na linha da frente e da Protecção Civil, sendo posteriormente alargada aos utentes dos lares e encarregados dos lares, por se tratar de área muito vulnerável, refere-se.
No Porto Santo, foram vacinados no Centro de Saúde local, também aqueles que actuam na linha da frente na prevenção e combate à pandemia, em número de 30 profissionais.
Diz o Governo Regional que está previsto para Fevereiro a chegada de um novo lote de 14.625 vacinas da Pfizer, havendo ainda a possibilidade de reforço de lotes com vacinas da Astrazeneca e da Moderna.

O presidente do Governo Regional, por outro lado, voltou a apelar à população no sentido de manter o cumprimento escrupuloso das medidas em vigor, sobretudo no que respeita ao cumprimento do isolamento profilático por parte dos estudantes e emigrantes até ser conhecido o resultado do 2º teste PCR.

Na oportunidade, Miguel Albuquerque referiu que é expectável que, nesta fase, o número de infecções cresça, mas referiu que uma das maneiras de impedir que o contágio avance é realizar o segundo teste a todos os que desembarquem no Porto Santo ao fim do quinto dia, medida média de incubação para aparecimento de sintomas. “Penso que isso será uma medida bem aceite pela população”, avançou. “Acho que é uma medida preventiva e profiláctica bastante importante, e que ajudará a manter a segurança nesta ilha”.