Temporal no Funchal: árvore por pouco não atinge veículo

A par de situações bem complicadas reportadas no norte da ilha, com as chuvas torrenciais que obrigaram, inclusive, a evacuar pessoas, o mau tempo que hoje assolou a Madeira ia causando um sério acidente no Funchal, que poderia mesmo ter ceifado vidas. Por volta das 16h21 de hoje, quando um emigrante madeirense de visita à Madeira circulava num todo-o-terreno de marca UMM junto da Barreirinha, no Largo do Socorro, uma árvore caiu, não tendo atingido o veículo por uma questão de segundos.
As fotos foram colhidas pelo próprio, e facultadas ao FN. O indivíduo circulava na viatura acompanhado por uma sua tia, essa residente na Madeira, numa altura em que aquele arruamento se encontrava deserto. A árvore caiu com grande estrondo causando um valente susto, precisamente na altura em que a queda de granizo se verificou no Funchal, acompanhada de alguma ventania. A mesma, todavia, parecia insuficiente para motivar a queda de uma árvore daquele porte, que parece ter sido virtualmente arrancada pelas raízes, como se de um furacão se tratasse. O caso suscita, pois, novamente algumas dúvidas sobre a segurança que oferecem algumas árvores existentes em espaços públicos da cidade.
Não é preciso dizer que o Funchal (e não só) tem um historial de incidentes infelizes com algumas árvores, que inclusive já causaram não pequeno número de mortes. Pelo que, sem se entrar em exageros arboricidas, talvez fosse avisado verificar as condições de segurança dos diversos espécimes existentes na urbe.
Felizmente na altura a rua encontrava-se deserta e a circulação era quase inexistente, pelo que nada de grave aconteceu. Mas as imagens documentam bem que poderia não ter sido esse o caso.