“Somos essenciais”: bares e restaurantes em protesto [vídeo]

¡AF!