Diocese recomenda catequese paroquial Via Internet, ou mesmo a sua suspensão

A Diocese do Funchal emitiu um comunicado no qual refere, em consonância com as medidas de prevenção ainda hoje anunciadas pelo presidente do Governo Regional, que “como é do conhecimento geral, temos assistido nos últimos dias a um agravamento das condições sanitárias na nossa Região, com o aparecimento de algumas situações inesperadas de Covid-19”.

“Embora estes casos não coloquem radicalmente em causa o nosso quotidiano, aconselham a retomar algumas medidas de prudência que nos permitam depois celebrar o tempo do Natal com mais tranquilidade e segurança”, refere o cónego Marcos Gonçalves.

“Neste sentido, peço aos sacerdotes que, a partir do próximo dia 7 de Novembro, adoptem as seguintes medidas:

1.     O número de fiéis presentes nas celebrações eucarísticas e noutros encontros não deve ultrapassar 1/3 da capacidade dos templos ou das salas em que aqueles se realizem. Mantêm-se em vigor as normas das autoridades sanitárias no que respeita à desinfeção dos bancos e ao uso de máscaras e de álcool-gel por parte dos fiéis.

2.     Se necessário, para que ninguém se veja impossibilitado de participar na Eucaristia, aumente-se o número de celebrações.

3.     A catequese paroquial deve ser reavaliada nas suas condições de segurança. Se for necessário e prudente, seja substituída por outro tipo de encontros e acompanhamento via internet, ou seja  mesmo suspensa durante este próximo mês”.