Covid-19 continua a subir; há 130 casos activos na RAM, mais 49 suspeitos

O número de casos de Covid-19 continua a subir na Região Autónoma da Madeira. Hoje surgiram mais oito casos positivos. São sete casos importados, 5 oriundos do Reino Unido, e dois da República Checa, mais um caso de transmissão local, ligado a outro caso recentemente diagnosticado. A RAM passa assim a contabilizar um total de 381 casos confirmados de Covid-19.

Por outro lado, há dois casos recuperados, pelo que a RAM passa a registar um total de 251 casos recuperados até à data. Mas, a contrabalançar estes dois casos de recuperação, e muito pela negativa, surgiram 49 novos casos suspeitos, 24 dos quais detectados no âmbito da vigilância aeroportuária, e 25 relacionadas com contactos de casos positivos. Estão a decorrer investigações epidemiológicas, diz o IASAÚDE.

Neste momento, há 130 casos activos na Região. 119 são casos importados, detectados no Aeroporto da Madeira. 11 são casos de transmissão local.

Presentemente, 65 pessoas estão a cumprir isolamento numa unidade hoteleira dedicada, e 65 em alojamento próprio.

Até hoje, 18632 pessoas estão a ser acompanhadas pelas autoridades de saúde dos vários concelhos da região,
com recurso à aplicação MadeiraSafe. 8505 destas pessoas estão em vigilância activa.

Relativamente aos contactos para a linha SRS24 (800 24 24 20) totalizam agora 14178, mais 50 chamadas realizadas nas últimas 24 horas.

Quanto ao total de atendimentos pela linha de acompanhamento psicológico do IASAUDE, IP-RAM (291 212 399) é agora de 2353. Há 193 pessoas acompanhadas pelos profissionais deste instituto.

Já no contexto da operação de rastreio de viajantes nos portos e aeroportos da Madeira e do Porto Santo, há a
reportar um total cumulativo de 93377 colheitas para teste à COVID-19 realizadas (até às 19h00 de hoje).

No total, as amostras processadas no laboratório de Patologia Clínica do SESARAM, EPERAM ascendem a
143847.

Até ao dia de hoje, 25 de Outubro, foram contabilizadas na RAM 1841 notificações de casos suspeitos de COVID-19, dos quais 1460 não se confirmaram.