JSD critica falta de limpeza no Funchal e exige à CMF que actue

A Comissão Política da JSD Funchal entregou, hoje, na Câmara Municipal do Funchal, uma carta onde denuncia a alegada falta de cuidado e de limpeza que actualmente caracteriza a cidade, apelando, ao Executivo, que assuma as suas responsabilidades e que intervenha, rapidamente, na correção de um problema que se tem agravado, ao longo dos últimos anos.

O jovens social-democratas classificam isto como “desleixo”, que “contraria as boas práticas que se exigem às instituições (…)”.

Segundo a estrutura de juventude, no Funchal “a limpeza não passa de uma miragem” e “a política ambiental não sai, pelos vistos, do papel”.

A JSD apela, pois, a que o Executivo de Miguel Gouveia cumpra com as suas obrigações – tanto na perspectiva da limpeza e do cuidado com a cidade quanto do ponto de vista da necessária sensibilização pública junto dos Munícipes – e lança reparos à propaganda que é feita aquando de cada acção – rara – realizada, “como se a limpeza e o cuidado com a cidade fossem algo de abstrato e necessitassem de publicidade”, numa crítica direta à “megaoperação” de limpeza que foi promovida, publicamente, pela autarquia, no início deste mês.

A JSD afirma ter realizado várias acções de limpeza nas freguesias do Funchal, a última das quais no passado dia 5 de Outubro e antes da referida megaoperação, onde as críticas ouvidas por parte da população “foram mais que muitas”.