RIR denuncia imagem degradante do Funchal com o aumento dos sem-abrigo

O partido RIR vê com preocupação o aumento das pessoas sem abrigo no Funchal, considerando que esta problemática estende-se por diversos pontos da cidade, passando assim uma imagem degradante da cidade, para os funchalenses e para quem nos visita.

“O número de pessoas sem abrigo não pára de crescer, aumentando assim a pobreza, a criminalidade, a delinquência, a exclusão social e até mesmo situações desagradáveis de saúde pública”, refere um comunicado do partido,  razões porque o deputado independente e coordenador do RIR Madeira, Roberto Vieira, votou favoravelmente várias propostas apresentadas na Assembleia Municipal. Entre elas, ~”a criação de um projecto de inclusão social, para dar tecto a estes cidadãos, que passam por esta situação de sem abrigo, proporcionando-lhes ainda cuidados de higiene e alimentação”.

O RIR lembrou ainda nesta sessão da Assembleia, que o Governo Regional através da Segurança Social, poderia fazer mais por estas pessoas, bem como a Câmara Municipal, que no seu entender nada faz, a não ser folhetos coloridos e fotografias para assim poder aparecer na comunicação social.

Nesta sessão foi pedida ainda a intervenção da CMF, para retirada de uma  barraca existente numa zona histórica da cidade, mais concretamente nas ruinas do Forte de São Filipe, barraca esta que no entender do Partido, em nada favorece uma cidade como a nossa.

O RIR também votou a favor de um projeto que visa dinamizar o comércio local e que vem ao encontro das preocupações dos comerciantes do Funchal, numa altura de crise e  falta de poder de compra.

“Também votamos favoravelmente noutro projeto, que propõe a implementação de um Programa de Politica de Habitação, que tem como objetivo apoiar os casais jovens e novas famílias a se fixarem no Funchal, em habitações a preços mais baixos e adequados a todos aqueles que recebem salários mais baixos e por sua vez, estes teriam o papel de voltar a dar vida à cidade, cidade esta que a partir das 20 horas, torna-se numa cidade fantasma, sem qualquer motivo de atraçcão”, considera o partido.

“O partido RIR lamenta que todas as propostas, não tenham recebido o voto favorável do Partido Socialista e dos seus seguidores, quando em campanha eleitoral, estes prometeram tudo e mais alguma coisa, o que na verdade nada fizeram e desta forma mentiram e enganaram aos funchalenses”, acusa.