PSD-Porto Santo diz que a esquadra local é mais um exemplo da falta de compromisso da República

A Comissão política do PSD Porto Santo veio denunciar ontem aquilo que considera ser “mais uma promessa por cumprir, por parte do Governo da República”, neste caso relacionada com a nova Esquadra local da PSP. A obra, considerada urgente, tem, segundo os social-democratas, sido adiada e até esquecida.

“A construção da nova esquadra da PSP, como é do conhecimento público, é uma promessa de longa data que o Governo da República teima em ignorar e que nós, PSD, continuaremos a reivindicar, até porque não pactuamos com a falta de condições com que os agentes se deparam no seu dia-a-dia e no exercício das suas funções”, disse, na ocasião, Fátima Silva, lembrando que a Comissão Política do PSD continuará a exigir “que a obra avance, que se invista na especialização dos agentes na área do apoio à vitima e que se alargue o quadro de agentes em função nesta Ilha, particularmente nos períodos de maior afluência”.

Fátima Silva recordou que ainda rentemente o Porto Santo recebeu a visita do novo líder regional do PS – partido que sustenta a governação na República – e “nem uma palavra foi dita sobre esta Esquadra. Assim como também a Secretária de Estado adjunta da Administração Interna deslocou-se à Madeira para assinar um protocolo com a Câmara Municipal da Ponta do Sol, mas não passou pelo Porto Santo e o próprio Director Nacional da PSP, que esteve nas celebrações do Comando Regional e que agendou várias visitas a Esquadras na Região, também não se lembrou da nossa Ilha”, declarou, sublinhando ser “inadmissível esta falta de compromisso e de palavra”. .

Os social-democratas aproveitaram para lembrar “o necessário reforço do número de agentes de segurança naquela ilha, especialmente nos períodos de maior afluência, como é o caso do Verão, em que a população praticamente triplica.”