Paulo Cafôfo eleito presidente do PS-Madeira com 1431 votos

Foto RUI MAROTE.

O antigo presidente da Câmara Municipal do Funchal e candidato do Partido Socialista nas anteriores eleições legislativas regionais conquistou a liderança do PS Madeira com 1431 votos.

Foi o maior número de votos de sempre de um presidente eleito do PS-Madeira, o que revela o dinamismo dos militantes e consenso em torno da lista única que se apresentou a eleições.

Paulo Cafôfo assegurou que, mais do que nunca, este é o momento de trabalhar em prol das populações e de escrutinar com responsabilidade toda a ação política do atual governo regional. O novo presidente elegeu como agenda política o combate às desigualdades económicas e sociais, a aposta na diversificação da economia, a promoção da coesão social e territorial, a abertura à sociedade e a refundação da autonomia, acabando com o regime de compadrio e de constante confronto promovido pelo Governo Regional.

No imediato, o agora presidente do PS-Madeira tem diante de si a tarefa de preparar o próximo ciclo eleitoral e fazer face ao desafio económico e social da Região. As primeiras palavras de Paulo Cafôfo na qualidade de presidente do PS Madeira foram nesse sentido, apresentando-se aos madeirenses e porto-santenses com um projeto de alternativa de governo que tome como grande prioridade a recuperação social e económica com base num novo modelo de desenvolvimento que rompa com a antiga tradição de crescimento alicerçado em quase exclusivo nas obras públicas e turismo, com a aposta na diversificação da base económica: economia do mar, economia social, descarbonização e digitalização da economia. Esta foi uma das suas principais bandeiras eleitorais em 2019. Para Paulo Cafôfo, o tempo veio demonstrar que esse é o caminho, tornado agora urgente e absolutamente necessário perante o desafio social e económico originado pela pandemia do novo coronavírus e que estrangula o rendimento de famílias e empresas e coloca a população em sério risco de emergência social.

Para Paulo Cafôfo, “mais do que nunca é preciso agir com grande responsabilidade e sentido de proteção das populações, dando resposta social a que se mantenham empregos e rendimentos ao mesmo tempo que se prepara o futuro e a economia da Região tornando-a menos dependente do turismo e construção civil com a diversificação da economia e primazia em investimentos na educação e na qualificação.”

O novo presidente do PS Madeira tem também em mãos o desafio de manter as atuais autarquias e fazer crescer a vocação de proximidade do partido com as populações já nas próximas eleições autárquicas de 2021. Nesse particular, Paulo Cafôfo preconiza crescer e apresentar candidaturas vencedoras em concelhos onde o PS pode fazer a diferença com programas autárquicos inovadores que apostem na modernização da administração local, no desenvolvimento social, ambiente, habitação, regeneração urbana e educação.

No seu discurso de vitória, Paulo Cafôfo assumiu a sua motivação para unir o partido em torno dos objetivos e de fortalecer a matriz dinâmica, agregadora, inovadora do PS-M, tornando-o numa estrutura cada vez mais aberta à sociedade civil e de referência nacional.

Recorde-se o Congresso do Partido Socialista da Madeira realiza-se a 19 e 20 de setembro no Tecnopólo, Funchal. Tendo sido adiado devido às medidas de contenção resultantes da pandemia do novo coronavírus.