Orlando Fernandes condena atitude do Executivo de Miguel Silva Gouveia

O deputado municipal Independente, Orlando Fernandes, esteve hoje presente na Assembleia Municipal Extraordinária convocada pelos deputados municipais, com o objectivo de discutir e votar uma proposta deliberativa do CDS no sentido de isentar do pagamento das rendas dos espaços comerciais concessionados pelo Município do Funchal durante os meses de Julho, Agosto e Setembro.

“Logo no início dos trabalhos o presidente Miguel Gouveia, com base num parecer jurídico de duvidosa interpretação, ameaçou abandonar os trabalhos, o que veio a acontecer quando o Presidente da Assembleia Municipal decidiu prosseguir com os trabalhos”, refere este deputado.

“Relembro que no dia 8 de Junho passado uma mesma Assembleia extraordinária discutiu e aprovou quatro propostas deliberativas, com impacto orçamental, sem que o executivo tenha renunciado á discussão dos mesmos”, aponta o parlamentar.

2Assim só me resta condenar e lamentar a atitude assumida que em nada contribui para o desenvolvimento de medidas mitigantes do impacto do COVID 19 e de medidas para combater a crise económica que as micro, pequenas e médias empresas com sede no Município irão enfrentar nos próximos meses. Lamento e condeno a atitude assumida”, declara este deputado.