São já mais de doze mil as pessoas registadas no sistema “MadeiraSafetoDiscover”

Hoje não se verificaram novos casos de Covid-19 na RAM, embora tenham surgido 3 casos suspeitos no contexto da actividade de vigilância aeroportuária, que estão em confinamento no concelho do Funchal.  Bruna Gouveia, vice-presidente do Instituto de Administração da Saúde da RAM, declarou que, desde a última conferência e até hoje, foram notificados quatro casos suspeitos, três dos quais se confirmaram, como já foi anunciado. São, então, agora, contabilizados na Região 95 casos confirmados de Covid-19. Desde a última conferência verificaram-se mais três casos recuperados, dois dos quais tinham sido diagnosticados em Junho e um que tinha sido identificado mais recentemente. Foi reavaliado no contexto da investigação epidemiológica, uma vez que cumpria já com critérios de recuperação.

“Esta é uma nova realidade, em que identificamos agora viajantes que podem ter sido infectados há várias semanas, mesmo sem terem sido diagnosticados na altura, e são agora diagnosticados no final da infecção, ou mesmo na pós-infecção, no rastreio que é feito no Aeroporto”, disse esta responsável. “Nesta fase é ainda possível detectar RNA do vírus nas secreções que são recolhidas para análise”.

Há neste momento 93 casos recuperados e 2 casos de infecção activos. Os casos activos são dois casos importados, diagnosticados esta semana na vigilância implementada no Aeroporto. Permanecem no seu domicílio, sem necessidade de cuidados hospitalares.

Relativamente à situação ontem reportada, de um viajante que estava em análise pelas autoridades de saúde, Bruna Gouveia disse que o caso não se confirmou, após concluídas a análises laboratoriais adicionais.

Entretanto, são já 12045 as pessoas registadas no sistema “Madeira Safe to Discover”, a aplicação de telemóvel que permite o seu rastreio. O sistema foi implementado desde 1 de Julho. Algumas destas pessoas encontram-se já na Região, outras têm viagens programadas para os próximos dias, ou para os próximos meses. Do total de viajantes que chegaram à RAM, desde o início da operação, foram sujeitos a colheita para teste à Covid-19, nos aeroportos, um total de 4323 pessoas, já juntando um avião que ainda há pouco foi contabilizado, disse Bruna Gouveia. Nos últimos sete dias, foram 3161 os testes realizados no Aeroporto.

Este sistema de vigilância, explicou, sustenta não só o registo de entrada e a certificação do resultado do teste de PCR, mas também a vigilância epidemiológica dos viajantes, que são convidados a avaliar o seu estado de saúde durante 14 dias, diariamente. São emitidos lembretes diários, num acompanhamento coordenado pelas autoridades de saúde. Actualmente há 6176 pessoas acompanhadas pelas mesmas, das quais 3111 estão em vigilância activa.

Até à data, para os testes de PCR realizados na Região, foram processadas no laboratório de patologia clínica do SESARAM, 28511 amostras. Desde a última conferência, foram processadas 4460 amostras. A média diária foi de 637 testes. O número de utentes alvo de teste na RAM é agora de 21473 pessoas.

Os contactos para a linha SRS 24 aumentaram ligeiramente durante esta semana. Foram 327 chamadas durante toda a semana, e nas últimas 24 h, foram 47 as chamadas realizadas. O total de contactos para esta linha é já de 9462.